- - - - - - - -- - - - - - - -- - - - - - - - --Jornal do Commercio - Recife, 12 de maio de 1998

TERRAS
MST apela ao Papa por ajuda para os sem-terra

PORTO ALEGRE - O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) vai entregar ao papa João Paulo II, no próximo sábado, um documento pedindo apoio e relatando a situação agrária brasileira. O documento será levado ao Vaticano pelo deputado estadual gaúcho Elvino Bohn Gass (PT), que integrará uma comitiva de deputados católicos brasileiros numa audiência marcada com o papa. No pedido, é solicitada ajuda emergencial para 57.301 famílias de sem-terra, que, segundo dados apresentados pelo MST, totalizam "250 mil pessoas e se encontram nos 299 acampamentos existentes em 22 Estados".

A intenção, de acordo com o Bohn Gass, é adquirir 215 toneladas de alimentos, além de remédios, sementes e lonas pretas, com prioridade para o Nordeste. Junto com o documento, o MST enviará ao papa, por intermédio do deputado gaúcho, uma carta em que denuncia a concentração de terras no Brasil, a impunidade e aquilo que o movimento define como a "criminalização por parte das autoridades brasileiras". "Enquanto o Governo diz que assentou 180 mil famílias em três anos, no mesmo período 400 mil famílias de pequenos agricultores perderam suas terras", diz o documento. "É em relação a essa realidade que a reforma agrária do atual Governo brasileiro é tímida e insuficiente. Não responde nem às situações emergenciais geradas pelo caos social em que estamos envolvidos". Há no documento um agradecimento do MST ao papa, "pelo recente documento "Para uma melhor distribuição da Terra", emanado pela Santa Sé.




   

Índice | Editorial | Política | Brasil | Internacional | Cidades | Ciência/Meio Ambiente | Esportes | Economia |
Caderno C | Informática | Turismo | Charge | Colunas | Regional | Veículos | Família | Especiais

Últimas Notícias | JC Debate | Roteiro | Weekend | Bate-papo | Tábua de Marés
Fale com o JC | Links | Classificados | Rádio Jornal| Edições Anteriores | Assinantes