- - - - - - - -- - - - - - - -- - - - -- - - ---Jornal do Commercio - Recife, 12 de maio de 1998

CHUVA V
Técnico prevê estiagem para os próximas dias

Mesmo com tantos acidentes nos morros, o inverno ainda não chegou. O meteorologista Ricardo Rodrigues, da Secretaria Estadual de Ciência Tecnologia e Meio Ambiente (Sectma), não prevê chuvas para as próximas semanas. "Uma instabilidade na zona de convergência e uma frente fria sobre o Oceano Atlântico provocou as últimas chuvas".

A precipitação pluviométrica máxima, no Recife, foi de 39,9 milímetros por metro quadrado. Na zona norte as chuvas mais intensas marcaram 20 milímetros no pluviômetro.

As principais barragens - Tapacurá, Duas Unas e Botafogo - que abastecem a Região Metropolitana do Recife (RMR), segundo o presidente da Compesa, Ricardo Câmara Lima, não aumentaram seus níveis. "Era preciso chover na cabeceira dos rios que formam as barragens. Mas estas chuvas foram mais litorâneas".


     

Índice | Editorial | Política | Brasil | Internacional | Cidades | Ciência/Meio Ambiente | Esportes | Economia |
Caderno C | Informática | Turismo | Charge | Colunas | Regional | Veículos | Família | Especiais

Últimas Notícias | JC Debate | Roteiro | Weekend | Bate-papo | Tábua de Marés
Fale com o JC | Links | Classificados | Rádio Jornal| Edições Anteriores | Assinantes