-
-- - - - - - - -- - - - - - - - -- - - - -_-Jornal do Commercio - Recife, 12 de maio de 1998

GASODUTO
Petrobras financia APA em troca de desmatamento

A Petrobras vai financiar a construção da sede da Área de Proteção Ambiental (APA) Estadual de Guadalupe e recuperar a infra-estrutura da Reserva Biológica Federal de Saltinho. Esses investimentos, cada um no valor de R$ 65 mil, integram o Convênio de Compensação Ambiental, assinado ontem entre a Petrobras, a Companhia Pernambucana de Controle da Poluição Ambiental e de Administração dos Recursos Hídricos (CPRH) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). O convênio é uma condicionante da licença concedida pela CPRH para a instalação de um gasoduto, para transporte de gás natural, que exigirá o desmatamento de 4,6 hectares de Mata Atlântica.

O gasoduto vai interligar as unidades industriais da Petrobras de Pilar, em Alagoas, e do Cabo de Santo Agostinho, em Pernambuco. O trecho pernambucano, com cerca de 103 quilômetros, atravessa nove municípios. Geralmente, a compensação exigida no Decreto Federal 750/93 é feita com reflorestamento. A definição dos termos do convênio, explica o presidente da CPRH, Ricardo Braga, foram definidas considerando que as duas unidades de conservação necessitam de ações emergenciais de proteção. Além disso, segundo Braga, o desmatamento atingirá partes isoladas, que não estão em áreas de proteção ambiental, cuja recuperação teria "um reflexo menor para o meio ambiente".

 
 
 

Índice | Editorial | Política | Brasil | Internacional | Cidades | Ciência/Meio Ambiente | Esportes | Economia |
Caderno C | Informática | Turismo | Charge | Colunas | Regional | Veículos | Família | Especiais

Últimas Notícias | JC Debate | Roteiro | Weekend | Bate-papo | Tábua de Marés
Fale com o JC | Links | Classificados | Rádio Jornal| Edições Anteriores | Assinantes