- - - -- - - -- - - - - - - -- - - - - - - - --Jornal do Commercio - Recife, 12 de maio de 1998

AGROPECUÁRIA
Produção de banana reduzida pela seca

por ANGELA FERNANDA BELFORT

A produção de banana dos municípios do Vale do Siriji terá uma redução de 60% provocada pela estiagem numa previsão feita pela Emater - Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Pernambuco. A região é composta por 12 municípios, sendo responsável por 52% da produção da fruta em todo o Estado. "Esses números tendem a se agravar se forem confirmadas as previsões metereológicas de redução de chuvas em junho e julho", disse o diretor de desenvolvimento rural da Emater, André Jackson de Holanda Maurício.

Os principais produtores de banana são os municípios de Machados, Vicência, Macaparana, São Vicente Ferrer e Timbaúba, todos localizados na Zona da Mata Norte, que está sendo mais castigada pela estiagem. Dos 37 mil hectares plantados com banana em todo o Estado, 22 mil hectares estão no Vale do Siriji.

Vicência já teve uma perda da produção de banana de 70% este ano, maior até do que a previsão da Emater, segundo a Secretaria de Agricultura municipal. A perda ocorreu devido a estiagem e o mal de Sigatoka, uma bactéria que faz a planta secar. "A estiagem foi responsável por 40% da diminuição da produção", disse Mário Ramos, secretário de Agricultura da cidade, localizada a 110 quilômetros de Recife.

A cultura da banana é a segunda maior atividade econômica dos municípios do Vale do Siriji, perdendo apenas para a cana-de-açúcar. Alguns produtores já registram perda de até 70% da receita. É o caso do produtor Getúlio Cavalcanti de Moraes, que planta a fruta há 25 anos no local. "Nem na seca de 93 a situação ficou tão difícil, a estiagem acabou com tudo e a perda foi quase total na parte em que não houve irrigação", disse ele.

Getúlio Cavalcanti planta a fruta em cerca de 140 hectares, dos quais 15 eram irrigados. Com a estiagem, ele não pode mais captar água para fazer irrigação junto ao Rio Capibaribe, porque o abastecimento d'água da cidade de Timbaúba está comprometido. "Chegava a produzir 350 mil bananas semanalmente, agora, a produção é de 50 mil frutas a cada quinzena e se continuar desse jeito vai chegar a zero dentro de dois meses", disse Cavalcanti.

SAFRA - A produção estimada para o Vale do Siriji este ano era de 220 mil toneladas de banana. Com a estiagem, a produção deverá ficar em 88 mil toneladas. Na Zona da Mata Sul, a empresa calcula que serão perdidas 25% da produção estimada em 100 mil toneladas da fruta. A produção média do Estado é de 420 mil toneladas.

Somente no Sertão não deverá haver perda da produção de banana, porque toda a área que é cultivada com a fruta nessa região é irrigada. A Zona da Mata Sul e o Sertão representam, cada uma, respectivamente 24% da produção de banana do Estado. A banana é a quinta cultura com maior área colhida do Estado, perdendo apenas para a cana-de-açúcar, feijão, milho e mandioca.


     

Índice | Editorial | Política | Brasil | Internacional | Cidades | Ciência/Meio Ambiente | Esportes | Economia |
Caderno C | Informática | Turismo | Charge | Colunas | Regional | Veículos | Família | Especiais

Últimas Notícias | JC Debate | Roteiro | Weekend | Bate-papo | Tábua de Marés
Fale com o JC | Links | Classificados | Rádio Jornal| Edições Anteriores | Assinantes