- - - -- - - - - - - -- - - - - - - -- - - - --Jornal do Commercio - Recife, 12 de maio de 1998

FUTINS
Pernambuco é berço de um novo esporte

Brasileiro gosta mesmo é de futebol. Mas gosta também de inventar moda. Depois do futsal, futvôlei e do fut-tênis, mais um derivado do esporte bretão nasce em terras tupiniquins. Desta vez, coube a Pernambuco ser o berço da mistura. Observando a brincadeira de seus dois filhos, que andavam de patins e chutavam uma bola, o analista de sistemas e relações públicas Almir Falcão criou o futins - híbrido de futebol e patinação - e organizou a pelada. Para isso, uniformizou as crianças e criou as regras do novo esporte. Os jovens atletas têm de 10 a 15 anos e se empolgam com o novo jogo.

As normas são uma adaptação das do futebol de campo e de salão. Numa quadra de futsal, jogam quatro na linha e um no gol. O goleiro não pode lançar a bola até depois do meio do campo sem que antes ela toque no chão. Mesmo sendo permitido o recuo para o goleiro, não há espaço para a tradicional cera. Cinco segundos é o tempo máximo de posse de bola que o arqueiro pode ter de cada vez. Para que os atletas não fiquem tropeçando na bola, usa-se uma de futebol de campo. Quem acha que o esporte não passa de um festival de quedas está redondamente enganado. "Já teve até gol de bicicleta", dispara Falcão.

MENINA TAMBÉM ENTRA - Seguindo as mais novas tendências da globalização e das relações internacionais, o regulamento do futins é politicamente correto. Meninos e meninas jogam juntos, sem diferenças. "Isso pode ser feito porque não há violência no jogo. Os atletas se preocupam mais em se equilibrar que em dar pontapé", explica o inventor. A própria filha dele, Juliana, de 13 anos é uma das pioneiras no esporte.

Ainda não há torneios do esporte, até porque só existe até agora uma equipe formada. "Existem colégios interessados em criar seus times também", conta o versátil Falcão, que além de criador da regras, ainda é treinador, presidente do time, "paitrocinador" e árbitro das peladas. "Acho que este esporte tem tudo para crescer entre a criançada, já que engloba atividades que despertam o interesse dos meninos e meninas." Enquanto outros times não aparecem, os pupilos de Almir Falcão vão aperfeiçoando a técnica em animados treinos, sempre à noite em Maria Farinha. "Aceitamos desafios", proclama o multimídia Falcão.


     

Índice | Editorial | Política | Brasil | Internacional | Cidades | Ciência/Meio Ambiente | Esportes | Economia |
Caderno C | Informática | Turismo | Charge | Colunas | Regional | Veículos | Família | Especiais

Últimas Notícias | JC Debate | Roteiro | Weekend | Bate-papo | Tábua de Marés
Fale com o JC | Links | Classificados | Rádio Jornal| Edições Anteriores | Assinantes