- - - -- - - -- - - -- - - -- - - -- - - -- - - -Jornal do Commercio - Recife, 06 de maio de 1998

WEBDESIGN II

Siga as dicas dos artistas da Internet

por HERCÍLIA GALINDO
hercilia@jc.com.br

Chega o seu dia de criar um site na Internet para ninguém botar defeito. Que caminho tomar? A quem procurar? Essas são as primeiras dúvidas que surgem na cabeça da maioria das pessoas que nunca tiveram contato com a criação de uma home page. Para concorrer com os milhares de sites disponíveis e conquistar visitantes fiéis, sempre dispostos a conhecer mais os serviços que você se propõe a oferecer na sua página, é preciso muita criatividade, pesquisa e técnica. Essa é a orientação dos webdesigners, profissionais especializados na elaboração de home pages. Se você não tem idéia sobre como garantir uma página atraente ou mesmo se perceber que falta alguma inspiração artística, não tenha medo. Os artista da Web dão dicas simples, fáceis de serem assimiladas e que podem ser utilizadas por qualquer pessoa.

Para a maioria dos leigos, procurar a ajuda dos editores de HTML (linguagem usada na construção de home pages) é a melhor alternativa. Esses programas traduzem boa parte do temido código, indecifrável para muitos, complicado até para quem está acostumado a se aventurar na criação de sites. Frontpage, Pagemill, Netscape Composer ou Dreamwaver são alguns dos mais utilizados. Terminada a fase de escolha do melhor editor, o passo seguinte é criar um visual agradável, limpo e com bons recursos gráficos, capazes de atrair visitantes fiéis.

Não adianta passar dias a fio inventando técnicas mirabolantes e, no final, perceber que sua página não consegue conquistar um visitante sequer, além de você e seus amigos. Para o webdesigner Bruno de Souza Leão, especialista na elaboração de páginas, como a do projeto Virtus (de incentivo à pesquisa da UFPE), quem insistir em dispensar um profissional e decidir encarar sozinho a criação de um site, não pode esquecer que os futuros visitantes podem estar impacientes e exigem resposta imediata ao que estão procurando.

Por isso, não se esqueça de selecionar as imagens a serem utilizadas. Quanto mais as suas páginas estiverem cheias de fotos, mais vai demorar para que elas sejam transferidas. Sites difíceis de carregar podem fazer com que as pessoas saiam rapidamente delas, mesmo sem saber qual o seu conteúdo. "Use a criatividade, mas se preocupe em elaborar páginas simples, esse é o primeiro passo para o sucesso do seu trabalho", ensina.

Elaborando páginas há cerca de um ano, a webdesigner Mônica Rejane Lira aconselha, "na dúvida, não exagere; as pessoas pouco preparadas normalmente costumam abusar dos recursos. Cuidado, o bom senso é a melhor pedida". Segundo ela, é imprescindível que não se exagere nos frames ou molduras (recurso que possibilita que você veja outras páginas sem sair da sua). Se não forem utilizadas na medida certa, as molduras podem dificultar a navegação. Mônica é estudante de Programação Visual na UFPE e participa do projeto Virtus, na mesma universidade, junto com Márcia Maia, Bruno Souza Leão, entre outros artistas do mundo virtual.

Para o webdesigner Henrique Moura, 70% do conteúdo de um site são ocupados por um projeto gráfico, que deve ser, antes de tudo, muito bem elaborado. "As imagens mexem muito com o visitante. Eles gostam de novidades, de recursos criativos. Os 30% restantes são ocupados pelos textos. Cuidado com eles!", alerta. Siga as dicas dos profissionais e não esqueça de pesquisar muito para oferecer aos seus visitantes um ambiente agradável, seja para pesquisa ou lazer.

__________________________________________
DICAS DOS WEBDESIGNERS

1-Estude o efeito das cores. Fundo vermelho com letras azuis, por exemplo, causa um efeito desastroso.
2-Evite background (fundo) muito "pesado" (de cores fortes).
3-Procure usar fontes legíveis (dê preferência à Arial -mais usual-, Times New Roman ou Courier New). Motivo: esses modelos estão presentes em quase todos os computadores.
4-Não exagere nos frames (comando que possibilita que você veja outras páginas sem sair da sua).
5-Procure uniformizar as fontes.
6-Cuidado com a qualidade das fotos. Elas têm que ser salvas em formato GIF (mais compactas, mais leves -com 256 cores-, porém de qualidade inferior) ou em JPEG (com 16 milhões de cores, qualidade superior ao modelo anterior, só que mais lenta para se apresentar no monitor).
7-Só use ícones que realmente façam parte do contexto de sua página. Evite misturar assuntos.
8-Criar uma marca que identifique a página é uma boa idéia (só que é uma tarefa difícil. Nesse caso, procure por um designer).
9-Evite textos longos.
10-Passe todas as idéias antes para o papel: links, estrutura da página, tamanho das imagens, diagramação dos textos. Só depois tente executá-las.
11-Cuidado com os links. Eles precisam garantir uma boa navegação.
12-Procure equilibrar a quantidade de imagem e de texto.
__________________________________________

Serviço:
Projeto Virtus (UFPE) - 271.8788

Ínpar Multimídia - 445.0738
Cesar - 271.4925
Terceira Onda - 465.9300



 

 

Índice | Editorial | Política | Brasil | Internacional | Cidades | Ciência/Meio Ambiente | Esportes | Economia |
Caderno C | Informática | Turismo | Charge | Colunas | Regional | Veículos | Família | Especiais

Últimas Notícias | JC Debate | Roteiro | Weekend | Bate-papo | Tábua de Marés
Fale com o JC | Links | Classificados | Rádio Jornal| Edições Anteriores | Assinantes