- - - -- - - -- - - -- - - -- - - -- - - -- - - -Jornal do Commercio - Recife, 06 de maio de 1998

BATE - PAPO

ICQ consegue recorde de visitas online

por ANDREA GIARDINO
giardino@elogica.com.br

Criado há apenas um ano e meio pela empresa israelense Mirabilis, o ICQ (I Seek You) já faz um enorme sucesso entre os internautas. Segundo informações divulgadas no site da Mirabilis, no dia 7 de abril, ele ultrapassou a casa dos 10 milhões de usuários e no dia 13, chegou a surpreendente marca dos 500 mil usuários online, simultaneamente. E tem mais! Diariamente, são registradas cerca de 50 mil novas inscrições e um universo de 2,5 milhões de pessoas se conectam ao programa, comprovando a sua excelente aceitação pelos "virciados" de carteirinha.

Esse rercorde de audiência faz com que o programa seja tão aceito quanto o famoso IRC (Internet Relay Chat), que existe desde 1991. Mas muitos devem estar se perguntando: o que será que este pequenino software - ocupa menos de 1MB no disco rígido - faz de tão especial? Nada mais simples do que resolver um problema enfrentado por todo e qualquer navegante: ele ajuda a encontrar amigos, namoradas e colegas de trabalho na Internet.

Até bem pouco tempo, o internauta podia estar conectado com milhões de pessoas em todo o mundo, mas era praticamente impossível saber quem estava na rede naquele momento. As duas únicas maneiras de conectar com conhecidos era pelos famosos chats ou por e-mail. Pelo correio eletrônico, era possível falar com conhecidos, mas não em tempo real. Em salas de bate-papo dava para conversar online, mas na maioria das vezes com desconhecidos. Com o ICQ isso muda.

VANTAGENS - "A gente pode conversar via chat, e-mail, voz ou vídeo, com as pessoas que você quiser e que estiverem cadastradas em uma lista criada por você mesmo", explica o universitário catarinense, Pieter Pantzeir. Ele entra no ICQ, diariamente, há aproximadamente três meses, através do computador de seu trabalho, durante quatro horas. "Enquanto estou lá, o deixo conectado", diz.

Para o publicitário Osmar de Andrade, a maior vantagem do ICQ é que o usuário não precisa abrir o programa ou sua caixa postal para receber as mensagens. "Basta apenas você estar conectado e pronto. As mensagens aparecem piscando no cantinho direito da tela, imediatamente", salienta. "Você pode, inclusive, estar navegando na web, que a mensagem chega".

Osmar, que não se considera um "virciado", entra diariamente no programa para encontrar amigos. O mesmo faz Wendel Carvalho. Sempre que pode, ele se conecta para falar com seus amigos de faculdade. Usando o nickname Lestad, Wendel atualmente, entra três vezes por semana. Mas confessa que já chegou a entrar todos os dias, seis horas seguidas. "Gosto muito do ICQ, principalmente,porque ele disponibiliza inúmeros serviços, como arquivos, mensagens, telnet e chat, além de funcionar como uma espécie de secretária".

Quem não perde uma noitada no ICQ é o analista de suporte Cláudio Rego. Ele entra impreterivelmente, depois das 22h e fica ligado até a 1h30 da madrugada, durante a semana. Aos sábados e domingos, geralmente, ele liga o computador depois do almoço e só desliga por volta das 3h da manhã. "Com o advento das assinaturas por tempo ilimitado na Internet (provedor), minha máquina ao ser ligada já se conecta, que por sua vez, carrega o ICQ automaticamente", diz.

Cláudio, que se considera sócio-fundador do ICQ, aderiu ao programa desde que ele chegou na web. Usa o programa, assim como a maioria, para encontrar amigos, principalmente do exterior. "Tenho colegas da empresa onde trabalho, que estão Austrália, USA e Canadá e sai muito mais barato um chat do que um DDI. Isto sem contar que podemos saber em tempo real se a pessoa esta online ou não", explica.

Outra vantagem, segundo ele, é a rapidez com que as mensagens enviadas chegam ao seu destino. "Como o envio delas pelo ICQ é limitado a 450 caracteres, podemos também mandar arquivos atachados, já sabendo que a pessoa que está do outro lado, irá receber, testar e fazer os devidos comentários na mesma hora, não precisando esperar pelo tradicional sistema de e-mail", ressalta.


 

 

Índice | Editorial | Política | Brasil | Internacional | Cidades | Ciência/Meio Ambiente | Esportes | Economia |
Caderno C | Informática | Turismo | Charge | Colunas | Regional | Veículos | Família | Especiais

Últimas Notícias | JC Debate | Roteiro | Weekend | Bate-papo | Tábua de Marés
Fale com o JC | Links | Classificados | Rádio Jornal| Edições Anteriores | Assinantes