- - - -- - - - - - - -- - - - -- - - ---Jornal do Commercio - Recife, 17 de dezembro de 1998

CRIATIVIDADE
Biscateiro monta árvore de natal com 550 latas

Assim como a maioria dos endereços da região metropolitana nesta época do ano, a Rua do Alto da Saudade, no bairro de Guadalupe, em Olinda, ganhou uma decoração natalina. Ela, no entanto, pelo terceiro ano consecutivo, conseguiu se destacar das outras pela criatividade do morador da residência de número 720, o auxiliar de serviços gerais Reginaldo Cabral de Souza. Junto com os cinco filhos e a esposa, ele recolheu 550 latas de alumínio e montou uma árvore de natal de 3,80 metros de altura. Enfeitado com 550 lâmpadas, o adorno, segundo Souza, é o orgulho dos vizinhos.

A estrutura da árvore é formada por uma base e um cabo de madeira envoltos por papel alumínio. As latas, recobertas com brilho líquido, ficam suspensas por fios de nailon, que dão o formato da árvore. No ano passado, a árvore tinha oito aros formados por 425 latas e com 3,10 metros de altura. "Durante todo o ano, a gente recolhe as latas que encontra pela rua, quando volta da praia, por exemplo", conta Souza, que se define como o único biscateiro artista plástico da cidade.

O objetivo do auxiliar de serviços gerais, ao fazer esse trabalho, é passar para seus filhos o espírito natalino que ele pouco sentiu quando criança. "Aos 7 anos de idade, meu pai abandonou minha mãe sozinha com mais quatro filhos. Passei muita fome. Hoje, uso a criatividade que Deus me deu para fazer com que meus filhos não sintam a mesma tristeza que eu sentia na época do Natal".

ORIGINALIDADE - A criatividade de Reginaldo Souza se manifesta, também, durante o Carnaval. Graças a uma fantasia constituída por 710 palitos plásticos de picolé, ele foi o bicampeão da Corrida da Fantasia, realizada anulmente no bairro de Candeias, em Jaboatão dos Guararapes. Além disso, inventou dois modelos de sombrinha de frevo. Um é feito com 8 latas e 260 lacres de alumínio e para fazer o outro modelo são usados 560 lacres das latinhas. "São objetos exclusivos que vendi durante o Recifolia. Espero que tenha a mesma procura durante o próximo Carnaval", torce Souza.

 
     

Índice | Editorial | Política | Brasil | Internacional | Cidades | Ciência/Meio Ambiente | Esportes | Economia |
Caderno C | Informática | Turismo | Charge | Colunas | Regional | Veículos | Família | Especiais

Últimas Notícias | JC Debate | Roteiro | Weekend | Bate-papo | Tábua de Marés
Fale com o JC | Links | Classificados | Rádio Jornal| Edições Anteriores | Assinantes