- - -- - - - - - - -- - - - - - - - --Jornal do Commercio - Recife, 17 de dezembro de 1998

TURISMO
Transbrasil vai vender passagem em 5 vezes

Começam a surgir os primeiros resultados do pagamento da indenização milionária da União à Transbrasil, depois de seis anos na Justiça. A Transbrasil recebeu, em novembro, R$ 750 milhões da União para compensar perdas com o congelamento de tarifas do Plano Collor. Com folga de caixa, desde segunda-feira a Transbrasil está oferecendo mais parcelas sem juros na compra de bilhetes aéreos.

Uma passagem Recife/Natal fica por cinco parcelas de R$ 10,00. Recife/Miami, ida e volta, sai por R$ 119,00 cada uma das dez parcelas. "Os bilhetes domésticos tiveram ampliação de três para cinco vezes sem juros. Para Europa e Argentina, seis vezes sem juros, e para os EUA, dez vezes sem juros. Estamos reforçando a política de popularizar o transporte aéreo", informa Jurandyr Pessoa, diretor regional da empresa, no Recife. A mesma passagem Recife/Miami, com juros de mercado hoje, de 2,5% ao mês, quase dobra de preço em dez meses.

GUERRA - A última frase da fala de Jurandyr Pessoa tem duplo sentido, é também uma dica de que vai continuar a guerra de tarifas. A Varig, maior empresa do setor, já teve prejuízo de R$ 92 milhões, entre janeiro e setembro de 98, atribuído a disputa de preços, acirrada este ano. Apesar do prejuízo da Varig, todas as empresas trabalham com expectativa de bons rendimentos na alta estação, com lotação esgotada nas datas mais concorridas.


     

Índice | Editorial | Política | Brasil | Internacional | Cidades | Ciência/Meio Ambiente | Esportes | Economia |
Caderno C | Informática | Turismo | Charge | Colunas | Regional | Veículos | Família | Especiais

Últimas Notícias | JC Debate | Roteiro | Weekend | Bate-papo | Tábua de Marés
Fale com o JC | Links | Classificados | Rádio Jornal| Edições Anteriores | Assinantes