-- - - - - - - -- - - - - - - - - - - -Jornal do Commercio - Recife, 17 de dezembro de 1998

FOME

Anciã morre pisoteada em Palmares

por JOSIE MARIA

A viúva Antônia Conceição da Silva, 72, morreu pisoteada, na manhã de ontem, na frente do Caic de Palmares, na Zona da Mata Sul, quando tentava receber uma cesta básica do Programa Comunidade Solidária, do Governo Federal. Antônia da Silva quebrou as costelas, teve afundamento do toráx, traumatismo craniano e o rosto machucado. Segundo o genro da vítima, Ricardo José da Silva, ela ainda chegou a ser levada com vida para o Hospital Regional de Palmares mas não resistiu aos ferimentos. Ele disse também que a sogra tinha chegado muito cedo ao local de distribuição e era uma das primeiras pessoas da fila que receberia a cesta.

Durante o tumulto também saíram com escoriações generalizadas e fraturas o aposentado Manoel Antonio de Oliveira, 63, e as domésticas Lindinalva Pereira de Souza, 31, Maria Guiomar Cassimiro de Assis, Josefa Maria do Carmo e Lucinda Maria da Conceição. Lindinalva Souza contou que estavam próximas ao portão do Caic, local onde são distribuídas as cestas, quando, por volta das 6h30, começou o "empurra-empurra". "As pessoas mais fracas e velhas não resistiram e começaram a ser pisoteadas", disse ela. Uma testemunha que não quis ser identificada informou que as cestas começam a ser distribuídas às 8h, mas que os alistados do Comunidade Solidária começam a formar fila na noite anterior. Por conta disso todos os meses acontecem tumultos durante a distribuição. "Quando os policiais militares chegam ao local a confusão já tem se instalado", explica.

Em Palmares são distribuídas mensalmente 5.820 cestas, mas segundo o assessor jurídico da prefeitura, Robson Pinto dos Santos, durante o tumulto existiam mais de oito mil pessoas no local. "Como a fome está grande as pessoas, mesmo não estando cadastradas vão para o local na esperança de que sobre alguma cesta", lamentou. Ele informou ainda que o prefeito Francisco de Assis Rodrigues (PSB) já instaurou uma sindicância para apurar responsabilidades sobre a morte da anciã. "O prefeito garantiu também que no próximo mês só permitirá a distribuição das cestas de houver reforço policial", assegurou.


     

Índice | Editorial | Política | Brasil | Internacional | Cidades | Ciência/Meio Ambiente | Esportes | Economia |
Caderno C | Informática | Turismo | Charge | Colunas | Regional | Veículos | Família | Especiais

Últimas Notícias | JC Debate | Roteiro | Weekend | Bate-papo | Tábua de Marés
Fale com o JC | Links | Classificados | Rádio Jornal| Edições Anteriores | Assinantes