-- - - - - - - -- - - - - - - - - - - -Jornal do Commercio - Recife, 17 de dezembro de 1998

QUADRILHA

Ônibus atropela e mata cinco bandidos

Da Sucursal de Caruaru

TAQUARITINGA DO NORTE - Uma tentativa frustrada de assalto a um ônibus que levava sacoleiros da Paraíba para a Feira da Sulanca em Santa Cruz do Capibaribe, resultou na morte de cinco integrantes de uma mesma quadrilha de assaltantes, às 22h30 de anteontem, no KM 2,5 da BR-104, neste município. O acidente aconteceu quando o ônibus particular de placa MNS-5403, da cidade de Araçagi (PB), foi perseguido por uma ford Ranger vermelha 96, placa KHV-9437, Limoeiro-PE, próximo ao Sítio Monteiro. O motorista do ônibus, que não foi identificado pela polícia, passou por cima do veículo dirigido pelos bandidos, quando estes tentavam bloquear a estrada para assaltar os passageiros.

Quatro dos bandidos, que ocupavam a carroceria da Ranger, chegaram a disparar vários tiros quando ultrapassaram o ônibus, inclusive dois deles atingiram a lataria e o pára-brisa do veículo. Apesar do susto, nenhum dos 48 sacoleiros que estavam no ônibus saiu ferido. Os ocupantes do ônibus vinham das cidades paraibanas de Guarabira, Itabaiana e Maris. A polícia acredita que além dos dois revólveres calibre 38 encontrados em poder dos assaltantes, a quadrilha transportava outros armamentos, que foram destruídos com o impacto. Depois da colisão, com medo de ser preso, o motorista do ônibus fugiu. Enquanto alguns dos passageiros foram prestar queixa na delegacia de Taquaritinga, outros seguiram viagem até a Sulanca pegando carona com pessoas que passavam pelo local.

A polícia conseguiu identificar alguns integrantes da quadrilha através do telefone celular encontrado no interior do veículo, que pertencia a Joélson Gumercindo Aleixo, 21, um dos bandidos. Também foi identificado o seu irmão, Josias José Aleixo, 24, que morava em Toritama, além de Severino Gomes Neto, 32, que morava em Santa Maria do Cambucá. Até o início da noite de ontem a polícia continuava em diligência para identificar os outros dois bandidos, sabendo apenas que moravam em Santa Maria do Cambucá e Surubim.

O veículo utilizado pelo grupo pertencia ao estudante de administração Luís Gustavo Pires de Arruda, 21, que reside em Limoeiro. Ele foi assaltado na noite do último domingo na cidade de Carpina, em frente a casa de sua namorada, a estudante Sílvia Dumont Rocha, 21. Com a colisão, não sobrou quase nada da Ranger que foi vendida ao proprietário de um ferro-velho de Santa Cruz do Capibaribe pelo valor de R$ 1 mil. Para se ter uma idéia o impacto foi tão violento que chegou a arrancar um dos pneus e o semi-eixo do veículo. "Se fossem pessoas de bem, até que eu teria pena deles, mas por serem integrantes de uma quadrilha, fiquei feliz em ver seus corpos nos meios das ferragens", revelou o estudante.

Nenhum dos delegados das cidades próximas ao local onde aconteceu o acidente reconheceu entre os mortos algum integrante de quadrilhas especializadas em assalto a ônibus de sacoleiros na região. "O importante é que pelo menos essa quadrilha não vai incomodar mais aos motoristas que trafegam pela BR-104", destacou o inspetor Lorinaldo Vitorino, chefe da 4ª Delegacia Regional da Polícia Rodoviária Federal. Até a noite de ontem, o ônibus permanecia estacionado no plantão rodoviário, em Caruaru. Os corpos dos assaltantess permanecem no necrotério do IML, que funciona anexo ao Hospital Regional do Agreste, à espera dos familiares.


     

Índice | Editorial | Política | Brasil | Internacional | Cidades | Ciência/Meio Ambiente | Esportes | Economia |
Caderno C | Informática | Turismo | Charge | Colunas | Regional | Veículos | Família | Especiais

Últimas Notícias | JC Debate | Roteiro | Weekend | Bate-papo | Tábua de Marés
Fale com o JC | Links | Classificados | Rádio Jornal| Edições Anteriores | Assinantes