- - - - - - - -- - - - - - - -- - - - - - - - --Jornal do Commercio - Recife, 20 de março de 1998

CONCURSO
Miss Pernambuco volta a ser cartaz

A pernambucana Marina Britto retorna ao Recife após 14 anos vivendo em São Paulo. Aos 18 anos, garante que vem realizar um sonho pessoal e de sua mãe: o de ser Miss Pernambuco. Ela representará o Clube Internacional na 43ª edição do Concurso Miss Pernambuco 98, hoje, às 21h, no Clube Português, desfilando medidas que podem não agradar ao júri mas que, por certo, farão a alegria da galera: 1,72m de altura, 56 quilos, 87cm de busto, 94cm de quadril, olhos azuis e cabelos aloirados. Uma graça.

Marina, como todas as outras 19 candidatas deste ano, quer, na verdade, seguir a carreira de modelo. Mas gostaria muito de vencer para participar do Miss Brasil, dia 1º de abril, em São Paulo. Se vencer, irá para o Miss Universo, em maio, em Honolulu, Havaí; para o Beleza Internacional, em setembro, em Tóquio, Japão; e até para o Miss Mundo, em novembro, nas Ilhas Seychelles, na África do Sul. Caso fique apenas no Miss Pernambuco, Marina Britto ganhará uma viagem a Buenos Aires, Argentina; e muitas roupas.

O Miss Pernambuco já chamou mais atenção no Estado e no Brasil, reconhece Miguel Braga, seu mais insistente organizador e incentivador. Atraiu multidões ao Maracañazinho, no Rio, quando tinha por trás o patrocínio e as imagens da extinta TV Tupi. E provocava a formação de verdadeiras torcidas, que iam com faixas, bandeiras e famílias inteiras ao Miss Brasil, que deu ao país até agora duas misses Universo: a gaúcha Yeda Maria Vargas e a baiana Martha Vasconcellos. Foram anos de verdadeiro glamour aqueles entre 1960 até 1974, mesmo em plena ditadura militar, quando foi transferido para Brasília.

Martha Vasconcellos, por sinal, será uma das atrações, este ano, do Miss Pernambuco. Aos 48 anos e empresária vivendo em Salvador, ela estará no júri formado pelo jornalista do JC Orismar Rodrigues; empresário Geraldo Uchôa, um dos patrocinadores através do Açúcar Alvorada; coreógrafo Ronildo Alves; cenógrafo Fred de Castro: e pelas primeiras-damas Magdalena Arraes e Jane Magalhães. O concurso exigiu investimento de R$ 14 mil, através de cotas no valor de R$ 8 mil (Açúcar Alvorada) e de outras seis no valor de R$ 1 mil.

Mas muitas outras coisas mudaram nos concursos no Brasil. Se continua ainda a obrigatoriedade de só admitir jovens entre 17 a 23 anos, deixou-se de lado aquela "exigência" de a concorrente ser virgem. Na verdade, pelo que se saiba, nunca ninguém pediu exame ginecológico a ninguém. Nem mesmo aquelas histórias de que todas liam O Pequeno Príncipe, de Saint Exupéry e tinham sempre uma mãe que era uma fera por perto. Hoje, garantem os organizadores, a exigência é que seja solteira e não tenha filhos.

Antigamente, lembra Maria Nadir Severo, que trabalhou com Paulo Marques (que deteve a organização dos concursos durante muitos anos no Rio), havia até as chamadas medidas padrão, que fizeram com que nossa Marta Rocha perdesse o Miss Universo em 54 por apenas duas polegadas. Fato ainda hoje chorado, lastimado e criticado pelos missólogos brasileiros, como o pernambucano Paulo Fernando D'Arce. O ideal, nos primórdios, era que uma jovem tivesse 21cm de tornozelo, 90cm de quadril e busto, 55cm de cintura, 1,75 de altura. Uau!

Mas a estrutura continua a mesma: desfile em traje típico, traje de gala e maiô. Aliás, os maiôs Catalina continuam firmes, patrocinando os desfiles. Mas este ano as candidatas mostrarão algumas inovações: desfilam com fantasias de Carnaval lembrando os antigos corsos do Recife e se apresentam também de biquíni. Mas Miguel Braga promete uma valsa com cadetes da Polícia Militar escolhidos a dedo.

Este ano participam concorrentes do Náutico, Internacional, Santa Cruz, Português e Sport e dos municípios de Araripina, Barreiros, Belo Jardim, Brejo da Madre de Deus, Caruaru, Fernando de Noronha, Goiana, Lagoa Grande, Olinda, Orocó, Ouricuri, Paulista, Petrolina, Rio Formoso, Santa Maria da Boa Vista e Vitória de Santo Antão.


     

Índice | Editorial | Política | Brasil | Internacional | Cidades | Ciência/Meio Ambiente | Esportes | Economia |
Caderno C | Informática | Turismo | Charge | Colunas | Regional | Veículos | Família | Especiais

Últimas Notícias | JC Debate | Roteiro | Weekend | Bate-papo | Tábua de Marés
Fale com o JC | Links | Classificados | Rádio Jornal| Edições Anteriores | Assinantes