LG_jc.gif (3670 bytes)

TRAGÉDIA
Acidente de carro em Bonito mata o cantor Maurício Reis

Pernambuco perde um dos maiores ídolos da música brega. O cantor João Maurício da Costa, conhecido como Maurício Reis, 58 anos, morreu na noite de sábado passado num acidente de carro ocorrido na rodovia PE-109, no distrito de Alto Bonito, em Bonito, Agreste. Acompanhado do filho, o tecladista Maurício Inácio Costa, do guitarrista Maxael e do empresário da banda, Joás, Reis saiu de Gravatá, onde morava há sete anos, para fazer um show em Xexéu, na Zona da Mata Sul. Por volta das 21h, o Fiat Tempra Cinza placa KFO-2600, onde viajavam, afundou nas águas da Barragem do Prata que inundaram completamente a pista com as fortes chuvas dos últimos meses.

O músico ainda foi socorrido e morreu a caminho do hospital, vítima, de acordo com o atestado de óbito, de um edema pulmonar agudo. O enterro de Maurício Reis aconteceu às 16h de ontem, no Cemitério Santo Amaro, em Gravatá. A tragédia aconteceu um ano e meio depois que Michel Reis, um dos filhos do músico, morreu assassinado com vários tiros de revólver.

O acidente que causou a morte de Maurício Reis coloca em xeque a eficácia da sinalização das rodovias na área. A família do cantor acredita na possibilidade de o desastre ter ocorrido por conta da falta de placas, informando sobre a interdição da rodovia. “A pista está boa, mas não tem nenhuma placa que indique o problema da inundação na rodovia. Vamos acionar judicialmente as autoridades competentes porque alguém precisa fazer alguma coisa na área para evitar novas tragédias”, declarou Maurício Inácio Costa, filho do cantor, que estava dirigindo o carro no momento do acidente.

Momentos dramáticos marcaram os últimos minutos da vida de Maurício Reis. O cantor viajava no banco do passageiro e sofreu um grande impacto quando o Tempra afundou na rodovia inundada. Muito nervoso, teve dificuldade para sair do veículo. Ainda respirando foi carregado pelos demais ocupantes do automóvel. Eles conseguiram ajuda de moradores da região, que jogaram uma corda para facilitar o resgate. Minutos depois, uma ambulância chegou para transportar o músico para um hospital de Bonito. Por conta dos buracos, o carro de socorro teve o pneu furado. Maurício Reis mudou de condução, sendo levado na caçamba de uma Toyota. “O médico do hospital disse que se o socorro não tivesse demorado tanto, ele teria chance de sobreviver”, afirmou Maurício Inácio.

Com uma carreira de mais de 29 anos, Maurício Reis ficou conhecido em todo o Nordeste como o ‘Cantor das Rosas’. Entre os maiores sucessos estão Verônica e Mercedão Vermelho. Lançou 27 álbuns ente LPs e CDs. Nascido em Santa Rita, na Paraíba, tinha escolhido o Agreste pernambucano para morar. Só este ano, o conjunto havia feito mais de 150 shows na região. O empresário do grupo já tinha agendado pelo menos outros 10 espetáculos para os próximos dias, devendo entrar no estúdio para gravar um novo disco pela Comdil/Polydisc. Um show do cantor também estava marcado para acontecer ontem na 42ª Festa do Estudante, em Triunfo.

SINALIZAÇÃO – O diretor do Departamento de Estradas de Rodagens, Teógenes Leitão, assegurou que a sinalização da PE-109 está de acordo com as normas, sendo, inclusive, atualizada semanalmante. Ele contesta as afirmações dos familiares de Maurício reis, que responsabilizaram o Estado pela falta de orientação na rodovia. “Instalamos uma barreira com areia a mais de um quilômetro do local da interdição e colocamos várias placas no local, informando sobre o desvio”, afirmou.

________________________________________


Jornal do Commercio
Recife - 24.07.2000
Segunda-feira