LG_jc.gif (3670 bytes) CB_brasil.gif (6025 bytes)
MP_brasil.gif (5256 bytes)
RIO
Exploração de cemitério de escravos marca o Dia de Zumbi

RIO – Esquecido por quase dois séculos, o Cemitério dos Pretos Novos, na Gamboa, centro do Rio, onde milhares de escravos recém-chegados ao País teriam sido enterrados no período de 1770 a 1831, começou a ser explorado ontem por uma equipe de seis arqueólogos. O início dos trabalhos de marcação para futura escavação – que deverá começar em janeiro – da casa número 36 da Rua Pedro Ernesto foi um dos eventos da prefeitura em homenagem a Zumbi dos Palmares, cujo dia foi comemorado ontem.

O cemitério de escravos havia sido descoberto em janeiro de 1996 pela proprietária da casa, Ana Maria de La Merced, durante reforma. Ela conta que um dos pedreiros chegou a pedir demissão depois de encontrar ossos humanos no quintal. Merced chamou então a prefeitura, que designou arqueólogos para estudar os ossos encontrados.

“Em meio aos fragmentos, conseguimos identificar ossadas e mandíbulas de 28 pessoas com idades entre 18 e 25 anos”, disse a arqueóloga e antropóloga Lilia Cheuiche Machado, que coordena o trabalho.

___________________________________


Jornal do Commercio
Recife - 21.11.2001
Quarta-feira