LG_jc.gif (3670 bytes)

CONGRESSO NACIONAL II
Governistas querem levar votação da tabela do IR ao plenário da Câmara

BRASÍLIA – Os parlamentares governistas reuniram ontem 87 assinaturas (eram necessárias 52) para entrar com um recurso e levar ao plenário da Câmara o projeto de lei que corrige a tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) em 35,29%. O texto, de autoria do senador Paulo Hartung (PPS-ES) já foi aprovado em caráter terminativo nas comissões de Tributação e Constituição e Justiça. No plenário, o Governo fará uma nova tentativa de fechar um acordo e modificar o projeto de lei, pois é contra a correção em 35,29%.

No entanto, com a pauta de votações do Congresso trancada pelo projeto que modifica a legislação trabalhista, a discussão sobre o IR tende a ser postergada. O presidente da Câmara, deputado Aécio Neves (PSDB-MG) disse que as mudanças no IR não deverão ser definidas nem nesta, nem na próxima semana. O deputado Ricardo Berzoini (PT-SP) desconfia que o Governo esteja criando comoção em torno do projeto da CLT para transformá-lo em moeda de troca em outros temas, como é o caso da correção da tabela do IR. “Pode ser um bode”, comentou.

___________________________________


Jornal do Commercio
Recife - 21.11.2001
Quarta-feira