LG_jc.gif (3670 bytes)


Check-up

A labirintopatia, mais conhecida como labirintite, é uma disfunção nos labirintos, membrana interna do ouvido. Esses pequenos órgãos servem como sensores do equilíbrio do corpo: eles captam os tipos de movimentos e enviam a mensagem para o cérebro. Quando um labirinto funciona diferente do outro ocorre essa disfunção. O professor da disciplina otorrinolaringologia da Universidade Federal de Pernambuco, Dr. Nelson Caldas explica o problema.

QUAIS SÃO OS SINTOMAS?

A primeira sensação que se sente quando a labirintite aparece é a de tontura. Geralmente, ela tem uma característica rotatória, chamada de vertigem. É muito comum essa tontura dar desequilíbrio. Zumbido no ouvido e perda da audição também podem surgir.

QUAIS SÃO AS CAUSAS?

O convívio com substâncias tóxicas, como inseticidas e agrotóxicos, é a principal causa. O café, o chá e o chocolate quando consumidos em excesso também podem gerar uma crise de labirintite.

QUAIS AS CONSEQÜÊNCIAS ?

Uma pessoa quando está em uma crise, fica muito angustiada além de ficar incapaz de realizar suas atividades diárias devido as fortes tonturas.

COMO A DOENÇA PODE SER DIAGNOSTICADA ?

Através do exame otorrinolaringológico e dos testes de labirinto. O exame pode causar sensações desagradáveis, mas hoje já existem equipamentos específicos que evitam o desconforto.

QUAL É O TRATAMENTO?

Primeiramente é necessário saber o que está causando a crise. Depois de diagnosticado o motivo, procura-se a melhor forma para eliminá-lo.

___________________________________


Jornal do Commercio
Recife - 18.11.2001
Domingo