LG_jc.gif (3670 bytes)

MERCADO
LBS faz parceria com Sun e agora vende hardware

A Sun Microsystems está em busca de um lugar ao sol no mercado nordestino de educação e pesquisa. A empresa acaba de oficializar uma parceria com a pernambucana Linux Brasil Sistemas (LBS), para atuar diretamente junto a esses segmentos. Os serviços prestados pela dupla no Estado e na Região serão os mais diversos possíveis, desde a venda de pentes de memória para PCs quanto servidores de alto desempenho e softwares customizáveis.

Assim, a LBS deixa de lidar somente com softwares de código aberto para atuar também com hardware. O primeiro passo da LBS para fazer jus à parceria, segundo seu diretor comercial, Maruen Said, já foi dado. A empresa agendou encontros e reuniões com várias faculdades e centros de pesquisa para apresentar as soluções da Sun e conhecer as demandas do público.

Todos os produtos da Sun serão disponibilizados no Nordeste. A empresa tem duas linhas de equipamentos: a Sun One, de servidores de alta disponibilidade e performance, e a Sun Ray, de desktops e produtos voltados para o usuário final. Mas esses micros têm um diferencial: não trabalham com chips Intel ou AMD, nem tampouco com HDs internos. Os computadores da Sun utilizam-se do padrão memória Smart Card, que permite aos usuários carregar todos os dados e informações que produzirem e até a configuração de sua estação de trabalho, para onde quer que vão.

Soluções baseadas no sistema proprietário da Sun, o Solaris, e em Linux também serão oferecidas aos usuários. “Tanto o hardware quanto o software serão totalmente adaptados às necessidades do cliente”, garante o executivo. Mas a principal vantagem que as empresas prometem para escolas, faculdades e centros de pesquisa nordestinos são os preços. “Nenhum outro fabricante vende mais barato.”

O acordo entre as duas empresas não deverá, no entanto, ter efeito algum sobre pelo menos uma coisa: os serviços de desenvolvimento de softwares de código aberto e de formação de mão-de-obra prestados pela LBS. “Manteremos todos os negócios anteriores da empresa. Os equipamentos Sun são uma linha de atuação adicional.” Prova disso é que a empresa anuncia para o primeiro trimestre de 2002 o lançamento de pelo menos dois novos aplicativos Linux.

___________________________________


Jornal do Commercio
Recife - 21.11.2001
Quarta-feira