LG_jc.gif (3670 bytes)

TECNOLOGIA
Chesf faz upgrade em 2,5 mil PCs

Empresa investiu R$ 3 milhões em softs e máquinas. Upgrade para Windows 2000 foi feito pela LanLink

A maior rede corporativa baseada na plataforma Windows 2000 Advanced Server do Norte e Nordeste e uma das maiores do Brasil e até do mundo. Foi o que a Companhia Hidro Elétrica de São Francisco (Chesf) montou nos últimos seis meses, com investimentos de R$ 3 milhões e uma ‘mãozinha’ da Lanlink, parceira local da Microsoft. A ‘superintranet’ interliga 2.500 estações de trabalho e 19 servidores localizados tanto na sede da empresa, no Recife, quanto nas regionais do Piauí, Ceará, Bahia e São Paulo.

Toda essa infra-estrutura começou a ser idealizada pelos técnicos da Superintendência de Tecnologia da Informação da empresa e da Lanlink, ainda em 2000. “Em busca de estabilidade, decidimos substituir a rede híbrida, com Novel Netware, Windows e Unix, por uma plataforma homogênea”, conta o técnico do Departamento de Novas Tecnologias da Chesf, Gerardo Marsol.

O sistema eleito? A combinação de Windows 2000 Advanced Server, para rodar nos servidores, e Windows 98, para as estações clientes, que bateu as demais opções, entre as quais até soluções de código aberto, principalmente devido à facilidade de migração. “Teríamos que investir alto em treinamentos para familiarizar os funcionários com os outros sistemas”, afirma Marsol. Outra vantagem do Windows, segundo o técnico, ficou por conta das facilidades de pagamento garantidas pela Microsoft para a Chesf, uma das nove maiores empresas do Brasil e, claro, um cliente estratégico para a MS.

Os resultados alcançados pela Chesf já são quase tão expressivos quanto os investimentos. “Bastou reconfigurar as 2,5 mil estações clientes que a intranet teve um ganho enorme de desempenho e velocidade”, conta um dos coordenadores do projeto, Moacir Washington Neves. Segundo o técnico, esse trabalho não incluiu somente a instalação de software, mas também a definição de novas políticas de acesso dos funcionários e a segmentação da rede, que foi dividida em 11 partes, para facilitar o gerenciamento.

Além de update, a empresa investiu também em upgrade: comprou 12 novos servidores Compaq modelo ML570, com configuração de Pentium III Xeon, processadores duplos de 733 MHz e 1 GB de RAM, além de dois discos de 18 GB só para rodar o sistema. Como se não bastasse, as máquinas foram agrupadas em seis clusters. Além disso, foi criado um storage, ou HD externo, de 1 terabyte para armazenar os dados da rede.

Muitas outras novidades estão por vir, ou melhor, ir para o ciberespaço. Além de estar investindo numa solução de controle de tráfego dos funcionários na Web, a empresa está desenvolvendo soluções de e-procurement e inscrição para licitações pela Internet.

___________________________________


Jornal do Commercio
Recife - 21.11.2001
Quarta-feira