LG_jc.gif (3670 bytes)

CRISE DA PM VI
Oficial denuncia que Iran devolveu veículos

ANDRÉA TAVARES

Dois dos quatro veículos Blazer utilizados pelo comandante-geral da PM, Iran Pereira, e pelo chefe da Casa Militar, Pero Vaz, foram devolvidos para as operações policiais uma semana após a circulação de cartas anônimas, que acusavam Iran de improbidade administrativa e má utilização dos recursos públicos. A denúncia foi feita ontem pelo coronel Sidraiton Alves de Melo. Segundo ele, as cartas anônimas “forçaram” o comandante a devolver os dois veículos. “Iran utilizou indevidamente os dois carros de abril a novembro. Só depois das cartas anônimas e, dois dias antes da formalização das denúncias, os veículos mais antigos foram devolvidos para o setor de operações”, disparou.

Ontem, um dos carros, de placa KJP-7130, repassado para o Batalhão de Choque, estava no quartel do Derby aguardando novas adaptações. Entre elas, a troca no forro dos bancos que, ao invés de couro, serão revestidos por um tecido xadrez. “Na própria oficina do quartel, eles substituíram a tinta verde pela branca e retiraram os acessórios de luxo destinados ao comando da PM”,comentou.

Um recibo expedido ontem pela Seção de Transportes da PM confirma novas adaptações em um dos veículos. Segundo o documento, o comandante-geral da PM autorizou a transferência do forro xadrez da viatura de patrimônio 128 (veículo recém-comprado e citado no dossiê como um dos carros modificados para atender às atividades pessoais do comando da PM) para a viatura de patrimônio 127 (veículo mais antigo e que, até o dia 12 de novembro, estaria à disposição do comandante Iran Pereira).

O comandante do Policiamento da Região Metropolitana, Weldon Nogueira, assegura que a devolução dos veículos não tem nenhuma ligação com as denúncias, pois os carros foram encaminhados para as atividades de inteligência da PM dois dias antes da apresentação do dossiê com as supostas irregularidades.

___________________________________


Jornal do Commercio
Recife - 21.11.2001
Quarta-feira