LG_jc.gif (3670 bytes)

FIQUE POR DENTRO
Os cuidados com a vela de ignição

Um dos principais componentes do sistema de ignição, a vela contribui para a redução de gases poluentes e a economia de combustível

A vela de ignição é que produz a faísca ou centelha necessária para a combustão da mistura ar/combustível que faz o motor funcionar. A peça é um dos principais componentes do sistema de ignição e contribui diretamente para a diminuição de gases poluentes e a economia de combustível. Grande parte dos motores modernos exige velas diferenciadas, muitas vezes, tornando necessário um desenvolvimento específico para cada motor. As velas de hoje duram mais, chegando a atingir uma vida útil de 100 mil km (no caso das especiais).

O desempenho das velas de ignição está ligado ao rendimento do motor, níveis de consumo de combustível e à quantidade de cargas poluentes nos gases expelidos pelo escape. Para que elas atinjam a vida útil indicada pelo fabricante sem maiores problemas, é necessário identificar os aspectos que geram o desgaste. “O estado e a cor são capazes de revelar a causa da problema,” afirma o mecânico Ailton Lima.

LIMPEZA – Quando a vela de ignição apresentar coloração marrom, marrom claro, cinza ou cinza claro significa que o motor está trabalhando em condições normais. Para garantir o aproveitamento das peças basta uma limpeza e a correta calibragem das folgas dos eletrodos.

As impurezas contidas no combustível também interferem no desempenho das velas e o problema pode ser solucionado com a remoção das incrustações, isto é, se a vela estiver em boas condições. Nesse caso, a vela pode apresentar as colorações avermelhada, amarelada, verde e ou branca. “Mesmo uma vela limpa pode vir a falhar se a limpeza for feita incorretamente”, explica Ailton Lima.

A substituição é inevitável quando o desgaste ocorre por carbonização seca (ponta da vela coberta por resíduo de carvão), superaquecimento, resíduo de álcool, pré-ignição (deficiência no resfriamento do motor) e quando ela cumpre o seu tempo normal de vida. (A.C.L.)

COMO OCORRE O DESGASTE

1:

RESÍDUOS DE IMPUREZAS DO COMBUSTÍVEL OU ÓLEO

Problema: falhas no motor em alta velocidade.

Solução: Remoção das impurezas ou troca das velas.

2:

ENCHARCAMENTO

Problema: O motor apresenta dificuldade na partida e falha em marcha lenta.

Solução: Substituição dos anéis ou retificação dos cilindros, revisão dos pistões ou correção da proporção óleo/combustível

3:

PRÉ-IGNIÇÃO Problema:

O Motor apresenta perda de potência e a temperatura na câmara de combustão sobe rapidamente, causando danos no pistão.

Solução: Regulagem do ponto de ignição e revisão do sistema de resfriamento do motor. É aconselhável a substituição das velas danificadas.

4:

ISOLAMENTO QUEBRADO

Problema:

Falha e baixo desempenho do motor.

Solução:

Evitar a sobrecarga no veículo e revisar a regulagem do motor.

Fonte: NGK do Brasil Ltda.

___________________________________


Jornal do Commercio
Recife - 27.01.2002
Domingo