37ª Rodada - Boa Esporte 2 x 1 Náutico -

Náutico perde para o Boa, mas está na Série A

N-Á-U-T-I-C-O. Náutico! Náutico! Náutico! A torcida alvirrubra está feliz da vida. E não era para menos. Depois de um primeiro semestre complicado, o Timbu celebra a ascensão para a Série A do Campeonato Brasileiro. É bem verdade que o time não esteve bem diante do Boa Esporte. Acabou perdendo a partida, por 2x1, em Minas Gerais. Mas o resultado do jogo é o que menos importa no momento. O Timbu fez uma campanha irretocável.

fechar

N-Á-U-T-I-C-O. Náutico! Náutico! Náutico! A torcida alvirrubra está feliz da vida. E não era para menos. Depois de um primeiro semestre complicado, o Timbu celebra a ascensão para a  Série A do Campeonato Brasileiro. É bem verdade que o time não esteve bem diante do Boa Esporte. Acabou perdendo a partida, por 2x1, em Minas Gerais. Mas o resultado do jogo é o que menos importa no momento. O Timbu fez uma campanha irretocável. Foram 17 vitórias, 12 empates e sete derrotas. Além disso, o Náutico ainda tem o artilheiro da competição, que, até agora, balançou as redes 21 vezes nesta competição. Comemore torcedor alvirrubro! O Náutico está na elite do futebol nacional.

Boa Esporte e Náutico fizeram um primeiro tempo morno, no estádo Dilson Melo, o Melão, em Varginha, em Minas Gerais. As duas equipes começaram a partida em ritmo lento, esperando um erro do adversário para tentar balançar as redes. Por isso, os lances de perigo demoraram a acontecer. E quando aconteceu, o Boa conseguiu balançar as redes do goleiro Gideão. Aos 15 minutos, Carlos Magno recebeu a bola na linha de fundo, passou pelo marcador e cruzou na área. Valdo, sem marcação,  não teve dificuldades para empurrar para o gol.

Ao abrir o placar, o time da casa ficou mais solto em campo, se arriscando mais. Porém, esqueceu de cuidar da defesa. O Timbu soube aproveitar desse descuido para igualar o placar. Kieza recebeu um belo lançamento dentro da área, dominou com categoria e bateu rasteiro, sem chance para o goleiro Luiz Henrique. O gol surgiu aos 21 minutos e isso deu ao Timbu
tranquilidade para jogar. O time voltou a valorizar a posse de bola e ir à frente. No entanto, o time cometeu erros na troca de passe e, por isso, não conseguiu oferecer perigo ao adversário.

Já o Boa Esporte foi mais eficiente na construção das jogadas. Porém, esbarrou na boa atuação de Giedão, que fez uma grande defesa, aos 38 minutos, após cabeçada de Marques, e errou nas finalizações, como o chute bisonho de Valdo, que recebeu bola sem marcação na área, aos 42 minutos, e acabou chutando para fora.

No segundo tempo, aconteceu o que se esperava. O Náutico puxou o freio de mão. Não quis mais jogar. Se fechou e tocou a bola para deixar o tempo correr e tentar aproveitar o desespero do Boa, que ainda sonhava com a classificação à Série A. No entanto, o time mineiro errou muito na troca de passe no meio de campo. Assim, a partida ficou enfadonha, sem lances perigosos que merecessem algum registro.

Quando tudo levava a crer que o jogo terminaria empatado, o Boa conseguiu a vantagem no placar aos 40 minutos de jogo. Após cruzamento da direita, o zagueiro Marlon falhou e a bola sobrou para Marques. O atacante errou o chute e, justamente por errar, enganou o goleiro Gideão.

Ao final do jogo, quem comemorou mesmo foi o Náutico. O time sofreu bastante com a desconfiança da torcida e da imprensa durante toda a Série B. Porém, com ração, determinação e união, a equipe comandada pelo técnico Waldemar Lemos conseguiu superar as adversidades e garantir a classificação à Série A de forma muito justa.

Parabéns, Náutico!!!

Ficha do jogo

Boa Esporte 1 x 1 Náutico

Boa Esporte: Luiz Henrique; Olívio, Pablo, Cassiano e Marinho Donizete; Claudinei (Marco Antônio), Valdo, Vinícius e Carlos Magno (Maranhão); Higor (Laércio) e Marques. Técnico: Nedo Xavier.

Náutico: Gideão; Peter, Ronaldo Alves (Diego Bispo), Marlon e Aírton; Elicarlos, Everton, Derley e Eduardo Ramos; Rogério e Kieza. Técnico: Waldemar Lemos.

Local: Estádio Dilzon Melo, em Varginha (MG). Árbitro: Felipe Duarte Varejão (ES). Assistentes: Edson Glicério dos Santos (ES) e Leonardo Mendonça (ES).Gol: Valdo, aos 15, e Kieza, aos 21 minutos do primeiro tempo, e Marques, aos 40 do segundo tempo. Cartões amarelos: Laércio, Luiz Henrique, Valdo,  Derley, Marlon, Peter, Ronaldo Alves, Kieza, Rogério e Gideão.

 

fechar