ABUSO SEXUAL

Casos que chocaram Pernambuco

A imprensa pernambucana tem publicado com regularidade notícias sobre crianças e adolescentes vítimas de abuso sexual. Alguns casos, no entanto, provocaram maior comoção social, repercutindo em todo o País e até no exterior, como foi o da nadadora pernambucana Joanna Maranhão, que afirmou ter sido vítima de abuso por parte do seu ex-treinador quando tinha nove anos. Confira, abaixo, alguns casos que chocaram o Estado:

AMANDA BEATRIZ
A estudante Amanda Beatriz de Oliveira, 16 anos, foi estuprada e espancada até a morte no dia 20 de janeiro de 2007. Ela foi atraída por dois jovens que havia conhecido seis meses antes para o apartamento onde um deles morava, na Boa Vista, Recife. Após assistir um vídeo, ela foi amarrada e amordaçada com uma bola de borracha e fitas adesivas. Depois de abusar sexualmente, os jovens mataram a menina a socos e pontapés e a esconderam em um cesto de roupas. Geison Duarte confessou o crime e apontou e Thiago Alencar como co-autor. Ambos tinham 20 anos e foram presos e autuados no dia 23 por homicídio qualificado, estupro e ocultação de cadáver.

DENNY OLIVEIRA
O radialista e ex-apresentador de TV Denisson Oliveira, 40 anos, conhecido como Denny Olliveira, foi indiciado pela polícia em dezembro de 2006. Ele é acusado de estupro (em um dos casos) e atentado violento ao pudor contra quatro adolescentes que participaram do programa que ele comandava. O processo ao qual está respondendo está na fase das ouvidas das testemunhas. A Justiça chegou a negar o pedido de prisão preventiva feito pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE) quatro vezes.

JOANNA MARANHÃO
Maior nome da história da natação pernambucana, Joanna Maranhão, 20 anos, revelou em fevereiro que sofreu molestações sexuais do seu ex-técnico Eugênio Miranda quando tinha 9 anos. Os supostos abusos aconteciam durante os treinos no clube e até mesmo na casa dele. A denúncia não foi feita porque o prazo expirou, já que Joanna completou 18 anos. O professor de educação física negou as acusações e, em contrapartida, moveu uma ação contra a nadadora e sua mãe pelo crime de difamação. Após a repercussão do caso, duas garotas também acusaram o ex-técnico de abuso e vão testemunhar no próximo encontro judicial, previsto para 27 de maio.

LAÍS BEZERRA
A estudante Laís Melo Bezerra, 9 anos, desapareceu no dia 10 de agosto de 2006, em Limoeiro, no Agreste do Estado. Dois meses depois, o Grupo de Operações Especiais (GOE) prendeu o mecânico Ricardo Alexandre Nery Galvão, 33, que confessou ter estuprado e matado a menina. O ex-policial militar José Arnaldo dos Santos também foi preso, acusado de participar do crime. Os dois suspeitos estavam no regime semi-aberto da Penitenciária de Limoeiro quando praticaram o estupro e homicídio.

SABRINA ELLEN
A estudante Sabrina Ellen Martins Pereira, 13 anos, foi estuprada e assassinada em dezembro de 2006. Sabrina desapareceu no dia 21 e foi achada morta quatro dias depois, num matagal às margens da BR-101, no Ibura, Recife, mesmo bairro onde morava. Testemunhas disseram ter visto a garota na companhia de um homem, ambos numa bicicleta, no dia em que ela desapareceu. O garçom Anderson Bezerra da Rocha foi preso e denunciado pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE) por homicídio, estupro e ocultação de cadáver.

JC OnLine Copyright © 1997- 2008 , JC OnLine - Recife - PE - Brasil - Publicado em 14.05.08 - EXPEDIENTE | MAPA DO SITE