» Almas Gêmeas
» Amuleto Mestre
» Anjos
» Astrologia
» Dicas de Bruxa
» Feng Shui
» Odara
» Óraculos
» Roda da fortuna

 

 

 


Ligados pelo umbigo

No livro O Banquete, de Platão, o dramaturgo e comediante grego Aristófanes dá uma nova versão à teoria das almas gêmeas. Para ele, havia inicialmente três sexos: o masculino, o feminino e o andrógino. Esse último era como siameses ligados pela barriga. Cabeça, tronco, membro e sexo eram dobrados, mas que viviam juntos, fortes e felizes.

O erro dos andróginos foi tentar desafiar Deus, diz a teoria de Aristófanes. Numa reação de ira, Ele separou o casal, deixando no corpo de cada um deles a recordação do tempo em que viviam juntos: o umbigo. E começaram a vagar pela Terra em busca de suas metades. No discurso de Aristófanes, o amor surge como um desejo dos andróginos de voltar a ser o que eram antes e evitar mais divisões.

Para conseguir encontrar a outra parte, o dramaturgo dá a dica: "Amigos do deus e com ele reconciliado, descobriremos e seguiremos nosso próprio amado (...) nossa raça se tornaria feliz se plenamente realizássemos o amor e o seu próprio amado cada um encontrasse, tornando à sua primitiva natureza".

VOLTAR

 



LEIA MAIS:

- O umbigo é a marca da separação

- Como identificar sua alma gêmea

- O que são almas companheiras

- Como o encontro acontece entre os signos

- Aumente as chances do encontro

- Nem casamento impede encontro das almas gêmeas

 

 

 

 
  Copyright (c)1997-2004, Jornal do Commercio-Recife-PE Brasil
Sistema JC de Comunicação. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site para fins comerciais