Principal   
   

ÁGUAS TRANQÜILAS
Mergulhadores longe do perigo
Publicado em 15.08.2006

Mergulho em naufrágios no Recife - www.aquaticos.com.br

Num lugar onde vêm sendo registrados vários ataques de tubarão, o mergulho seria uma atividade de alto risco, certo? Errado, pelo menos na opinião dos especialistas no assunto ouvidos pelo JC OnLine. Eles explicam que nunca ouviram falar de ataque da fera das águas a mergulhadores. No entanto, assim como no surfe e bodyboard, confessam perda de praticantes e, igualmente, não têm como contabilizá-las. "Perdemos mais pela propaganda que fazem da cidade. As pessoas que ligam querendo fazer o curso de mergulho perguntam sempre se vão correr risco de serem atacadas por tubarões", diz o instrutor Gabriel Katter.

As razões para não se temer o mergulho são enumeradas por Katter. A primeira delas é o local onde se mergulha: a cerca de 10 km da costa, bem longe de onde os tubarões têm atacado, com a água na altura do tórax dos banhistas. Segundo: a carne humana não faz parte do "cardápio" dos tubarões, que confundem banhistas com peixes por causa das águas turvas da beira do mar devido à sujeira. Terceiro: nos locais onde se pratica a atividade, as águas são cristalinas e é possível enxergar a até 20 metros de distância. "Não conheço nenhum registro de ataque de tubarão a mergulhadores. Nas águas onde se pratica o mergulho, o peixe não tem como confundir o atleta com suas presas", explica Katter.

Outro instrutor, Edísio Rocha, vai mais além e conta que o tubarão, na verdade, teme o homem. Segundo ele, quando o peixe avista um mergulhador, com todo aquele aparato, vai embora. "O homem é muito grande para o tubarão quando ele compara com seu alimento, que são peixes pequenos. O que acontece aqui (em Pernambuco) é a mordida de reconhecimento. Quando ele sente que não é um peixe, vai embora", conta.

Ele também diz que jamais viu de perto uma das espécies que atacou em Pernambuco (cabeça-chata, galha-preta e tigre). "Eu tenho mais de mil mergulhos e nunca vi um. Se os mergulhos fossem feitos mais próximos à costa, talvez houvesse um risco por causa da água suja", acredita. (W.P.)

LEIA MAIS
» Tubarão leva surfistas para longe do Recife
» Divergências sobre o futuro do surfe
» Mergulhadores longe do perigo
» Queda no surfe força mudança nos negócios
» Um temor que atravessa décadas
Voltar ao topo
 
 
 
  Leia mais
27.07.2006
» Pernambuco: 50 ataques e inúmeros danos
» Por que Pernambuco?
» Conheça as espécies que atacam
01.08.2006
» O drama dos sobreviventes
» Em meio à dor, pais lembram que alertaram o filho sobre os perigos no mar
» "Humberto, ao nadar, lutava pela vida"
» 2006 já contabilizou quatro novos ataques
» Dicas de prevenção a ataques
» Lista oficial das vítimas
» Estatísticas dos ataques
» O que torna o tubarão tão perigoso?
» HR lidera atendimento às vítimas de tubarão
08.08.2006
» Turismo sobrevive aos tubarões
» Países campeões em ataques lucram com mergulho
» Em Noronha, turistas pagam para nadar com tubarões
» Governo planeja, enfim, montar um oceanário
» Documentário do Discovery estréia sob polêmica
15.08.2006
» Tubarão leva surfistas para longe do Recife
» Divergências sobre o futuro do surfe
» Mergulhadores longe do perigo
» Queda no surfe força mudança nos negócios
» Um temor que atravessa décadas
  24.08.2006
» Barco de 13 metros é guardião do litoral do Grande Recife
» Pesquisas começaram no Grande Recife há uma década
» Rotina no Sinuelo serve de lição aos estudantes
» Marinheiro de primeira viagem
» Estado aposta em soluções conjuntas para diminuir ataques
» Aparelho vai monitorar tubarões por satélite
» Corpo destroçado é achado no Pina. Pode ser a 51ª vítima
» Confira bate-papo sobre ataques de tubarão no Grande Recife
  EXTRAS
 Vídeos
  Áudios
  Galeria de fotos
  Arquivo

 

Site melhor visualizado em resolução 1024x728        EXPEDIENTE        Copyright © 1997-2006, JC OnLine - Recife - PE - Brasil.