Principal   
   

Ataque
Tubarão ataca banhista em Boa Viagem
Publicado em 27.12.1999 no JC

O estudante Aílton Cícero da Silva, de 18 anos, foi atacado, no final da manhã de ontem, por um tubarão, na Praia de Boa Viagem. Em decorrência do ataque, o rapaz teve a perna direita amputada e um ferimento leve na mão direita. O estudante foi socorrido por dois amigos e por um motorista de um caminhão de gelo. Eles levaram o rapaz, às pressas, para o Hospital da Restauração, onde ficará internado, no mínimo, por uma semana. Aílton é a segunda vítima de ataque de tubarão este ano na Zona Sul do Recife e a 40ª desde 1992.

O estudante estava nadando alguns metros depois dos arrecifes (área proibida à prática de surfe e banho de mar), junto com os amigos Alexandro Martins de Barros, 18, e Edélson da Silva, 18. “O ataque foi rápido, não deu para ver o tubarão. Quando dei conta, Aílton desapareceu no mar, por alguns segundos, e voltou à superfície desesperado, pedindo ajuda”, contou Edélson. “Quando ouvi os gritos dele, me apavorei. Fui junto com Alexandro tentar socorrê-lo”, relatou.

De acordo com Alexandro, os três rapazes estavam tomando banho de mar na altura do Castelinho, a cerca de três metros de profundidade. “Sempre tomamos banho naquelas imediações. E nunca havia visto a sinalização da prefeitura proibindo o acesso aos banhistas”, comentou Alexandro. A mãe da vítima, Erenice Maria de Faria, chegou ao HR minutos depois de Aílton ser atendido pelos médicos de plantão do hospital. “Só fiquei sabendo do ocorrido por intermédio dos rapazes que estavam com ele. E agora, como vai ser viver com um filho aleijado?”, lamentou.

Segundo o chefe de plantão da Unidade de Trauma do Hospital da Restauração, Josemberg Campos, que socorreu o estudante, Aílton teve todos os vasos sangüíneos da perna direita rompidos e perdeu cerca de dois litros de sangue. “O estudante só sobreviveu porque antes de ser levado para o hospital, os amigos conseguiram estancar o sangue do rapaz, enrolando um pano em sua perna”, afirmou. “Caso não tivessem tomado essa iniciativa, ele não teria resistido aos ferimentos”.

Campos contou, ainda, que assim que deu entrada no HR, Aílton encontrava-se em estado de choque hipovolêmico (provocado pela perda de grande quantidade de sangue). “Apenas um único osso de sua perna, a tíbia, não foi atingido pelo tubarão. Mesmo assim, fomos obrigados a amputá-lo do joelho para baixo. Havia risco de o ferimento infeccionar e atingir a coxa”, ressaltou. Aílton foi operado ontem no HR e não corre risco de vida.

Voltar ao topo
 
 
 
  Leia mais
27.07.2006
» Pernambuco: 50 ataques e inúmeros danos
» Por que Pernambuco?
» Conheça as espécies que atacam
01.08.2006
» O drama dos sobreviventes
» Em meio à dor, pais lembram que alertaram o filho sobre os perigos no mar
» "Humberto, ao nadar, lutava pela vida"
» 2006 já contabilizou quatro novos ataques
» Dicas de prevenção a ataques
» Lista oficial das vítimas
» Estatísticas dos ataques
» O que torna o tubarão tão perigoso?
» HR lidera atendimento às vítimas de tubarão
08.08.2006
» Turismo sobrevive aos tubarões
» Países campeões em ataques lucram com mergulho
» Em Noronha, turistas pagam para nadar com tubarões
» Governo planeja, enfim, montar um oceanário
» Documentário do Discovery estréia sob polêmica
15.08.2006
» Tubarão leva surfistas para longe do Recife
» Divergências sobre o futuro do surfe
» Mergulhadores longe do perigo
» Queda no surfe força mudança nos negócios
» Um temor que atravessa décadas
  24.08.2006
» Barco de 13 metros é guardião do litoral do Grande Recife
» Pesquisas começaram no Grande Recife há uma década
» Rotina no Sinuelo serve de lição aos estudantes
» Marinheiro de primeira viagem
» Estado aposta em soluções conjuntas para diminuir ataques
» Aparelho vai monitorar tubarões por satélite
» Corpo destroçado é achado no Pina. Pode ser a 51ª vítima
» Confira bate-papo sobre ataques de tubarão no Grande Recife
  EXTRAS
 Vídeos
  Áudios
  Galeria de fotos
  Arquivo

 

Site melhor visualizado em resolução 1024x728        EXPEDIENTE        Copyright © 1997-2006, JC OnLine - Recife - PE - Brasil.