Principal   
   

Ataque
Turista é atacado por tubarão em Boa Viagem
Publicado em 22.08.2004 no JC

O comerciante Wagner da Silva, 25 anos, que mora em São Paulo, tomava banho de mar na frente do Edifício Portugal. Ele sofreu ferimentos nas mãos e na perna direita, foi levado para o HR e não corre risco de morrer

Mais um ataque de tubarão – o sexto deste ano – ocorreu ontem à tarde na Praia de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. A vítima foi o comerciante Wagner da Silva, 25 anos, o primeiro turista entre os 45 casos contabilizadas desde 1992. O peixe mordeu as mãos e a perna direita de Wagner, morador de São Paulo, que se submeteu a uma cirurgia reparadora no Hospital da Restauração (HR) e não corre risco de morrer.
O incidente ocorreu por volta das 13h, em frente ao Edifício Portugal, na Avenida Boa Viagem, nº 3.500. O comerciante se encontrava além dos arrecifes, com dois parentes, quando o tubarão surgiu. “Foi tudo de repente. Wagner estava sozinho, um pouco mais no fundo, quando começou a gritar. Puxamos ele até a praia e só então vimos os ferimentos”, contou Demócrito Veras da Silva, 35, tio do rapaz. A vítima estava com água na cintura, a uma profundidade de cerca de um metro.

O tubarão, segundo pesquisadores da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), era provavelmente um tigre com cerca de 1,5 metro. “As marcas da mordida do tigre são triangulares, enquanto as do cabeça-chata, a outra espécie de tubarão responsável pelos ataques, são pontiagudas”, explica o engenheiro de pesca Fábio Hazin, professor da UFRPE e coordenador do Comitê Estadual de Monitoramento de Incidente com Tubarões (Cemit).

Wagner, que nasceu em São Paulo, é filho de pernambucanos e costuma passar férias todos os anos no Estado, em casa de parentes em Tabira, no Sertão, e em Candeias, no Grande Recife. Ele mora em Diadema, na Grande São Paulo, onde atua no setor de armazéns. A tia do rapaz, Maria Leônia Veras, 49, reclamou que não havia advertência sobre o risco de ataques no local do incidente. “Não tinha nenhuma placa. Acho que os próprios barraqueiros podiam orientar sobre esse risco ”, sugere.

A placa educativa mais próxima fica a cerca de 300 metros, em frente ao Edifício Acaiaca. Ela conta que o grupo pretendia tomar banho nas imediações da Igrejinha de Piedade, mas acabaram indo para Boa Viagem. Um salva-vida, segundo o Corpo de Bombeiros, estaria se dirigindo aos banhistas para pedir a eles que saíssem da área, quando o incidente ocorreu.

Embora esteja no período de maior incidência de ataques, que se estende de julho a setembro, o incidente de ontem fugiu ao padrão. De acordo com as pesquisas da UFRPE, a maioria dos casos ocorreu na maré-alta, na Luas Cheias ou Nova, quando chove e no início ou fim da tarde. O de ontem foi às 13h, a maré estava baixa e a Lua, entrando na fase Quarto Crescente.

Voltar ao topo
 
 
 
  Leia mais
27.07.2006
» Pernambuco: 50 ataques e inúmeros danos
» Por que Pernambuco?
» Conheça as espécies que atacam
01.08.2006
» O drama dos sobreviventes
» Em meio à dor, pais lembram que alertaram o filho sobre os perigos no mar
» "Humberto, ao nadar, lutava pela vida"
» 2006 já contabilizou quatro novos ataques
» Dicas de prevenção a ataques
» Lista oficial das vítimas
» Estatísticas dos ataques
» O que torna o tubarão tão perigoso?
» HR lidera atendimento às vítimas de tubarão
08.08.2006
» Turismo sobrevive aos tubarões
» Países campeões em ataques lucram com mergulho
» Em Noronha, turistas pagam para nadar com tubarões
» Governo planeja, enfim, montar um oceanário
» Documentário do Discovery estréia sob polêmica
15.08.2006
» Tubarão leva surfistas para longe do Recife
» Divergências sobre o futuro do surfe
» Mergulhadores longe do perigo
» Queda no surfe força mudança nos negócios
» Um temor que atravessa décadas
  24.08.2006
» Barco de 13 metros é guardião do litoral do Grande Recife
» Pesquisas começaram no Grande Recife há uma década
» Rotina no Sinuelo serve de lição aos estudantes
» Marinheiro de primeira viagem
» Estado aposta em soluções conjuntas para diminuir ataques
» Aparelho vai monitorar tubarões por satélite
» Corpo destroçado é achado no Pina. Pode ser a 51ª vítima
» Confira bate-papo sobre ataques de tubarão no Grande Recife
  EXTRAS
 Vídeos
  Áudios
  Galeria de fotos
  Arquivo

 

Site melhor visualizado em resolução 1024x728        EXPEDIENTE        Copyright © 1997-2006, JC OnLine - Recife - PE - Brasil.