Publicidade
       

Nhanduti
Arte da renda

A origem do nhanduti, diz a lenda, está ligada a uma inconsolável indígena cujo amado desapareceu no dia do casamento. Ao achá-lo morto na selva fechada, ela se abraçou ao seu corpo, velando-o toda a noite. Ao amanhecer, a luz do sol mostrou que o guerreiro morto estava coberto por um belo manto de teias tecido pelas aranhas. A noiva buscou fios e agulhas e, copiando o trabalho das aranhas, teceu para o amado uma deslumbrante mortalha, criando a primeira peça de nhanduti. A renda Nhanduti ou Tenerife é uma categoria de renda difundida nos países latino americanos pela dominação espanhola e que teria alcançado o Brasil especialmente através do Paraguai. Uma trama radial é montada pela rendeira sobre um bastidor onde o desenho final vai se definindo conforme a variação de pontos básicos executados sobre ela. É conhecida também por renda do sol porque os vários motivos são tecidos sobre a trama que parte de um centro, assemelhando-se a uma teia de aranha, que é o significado do seu nome paraguaio (na língua guarani), “ñanduti”. Um grupo de pessoas se reuniu durante 3 meses no APA – Espaço Cultural para somar experiências e o conhecimento de cada um, resgatar e não deixar morrer a arte da renda Nhanduti.

APA – ESPAÇO CULTURAL
Tel. (11) 4412-1082, www.atibaiamania.com.br/nhanduti.htm.

Xale
Você vai precisar de 10 novelos de Pingouin 1000 na cor seiva 1642, agulha para bordado; molde para Nhanduti.

Obs: os vídeos estão no formato Quicktime. Se você não conseguir visualizá-los é necessário fazer o download do programa gratuito e instalá-lo. Para baixar o instalador (562 KB na versão Windows), clique aqui. O instalador vai baixar o restante dos componentes. Se quiser pegar o instalador completo (cerca de 11MB na versão Windows), clique aqui. Nesta página há dois tipos de vídeos: se você usa modem com conexão discada, clique na opção banda estreita. Se você é usuário de internet de alta velocidade como o Speedy, Virtua e Ajato clique em banda larga. Espere cerca de um minuto até o vídeo aparecer. Então, pressione o Play no controlador que aparece logo abaixo dos vídeos.

Vídeos
(clique nas imagens para ver o
vídeo para banda estreita)


 
1. Segure a ponta da linha no centro do molde e encaixe nos alfinetes. Forme a teia trançando a linha e preenchendo todo o espaço.
» banda estreita
» banda larga
  2. A teia estará completa quando você passar os fios por todos os alfinetes.
» banda estreita
» banda larga

 
3. Depois de trançar todo o espaço, amarre o centro, faça um nó e corte o fio.
» banda estreita
» banda larga
  4. Com a agulha e um fio de 30 cm, começe a tecer. De 4 em 4 fios, dê um nó. Siga a primeira marcação do molde.
» banda estreita
» banda larga

 
5. Siga intercalando a carreira seguinte, pegando de 4 em 4 fios.
» banda estreita
» banda larga
  6. Na última marcação do molde termine de 2 em 2.
» banda estreita
» banda larga

 
7. Sempre faça nós bem apertados. Depois de completado o ciclo do molde tire a renda com cuidado. Para unir, costure uma na outra com o fio que sobra até formar a peça desejada.
» banda estreita
» banda larga
   

Serviço:
Você pode encontrar os moldes para o Nhanduti
na Telanipo: tel. (11) 6693-44719

 

 


 
home | pontos | tabela de cores | motivos
ponto & linha | classificados | fórum | link-se! | e-mail
anuncie | nas bancas | números atrasados | assine
 

© Editora Koala 2002 - 2006
 
    .
Home Assine E-mail Anuncie Números atrasados