O Guia de Empregos tem um novo site (http://www.guiadeempregos.org.br).
Esta página é antiga e não recebe mais atualização. Acesse o novo Guia de Empregos e encontre vagas e notícias atualizadas diariamente.

 

 

 

Empresas investem cada vez mais em treinamento online

Economia de tempo e de dinheiro são os motivos que tem levado as empresas a investirem cada vez mais em programas de treinamento online. Segundo o portal e-Learning Brasil, nos últimos anos, cerca de 450 empresas já investiram nestes programas para seus funcionários.

Leia mais:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Empresas investem cada vez mais em treinamento online

Economia de tempo e de dinheiro. Dois motivos que têm levado empresas de todos os portes a investirem cada vez mais em programas de treinamento online para seus funcionários. Segundo dados divulgados pelo portal e-learning Brasil, de 1999 até o primeiro semestre deste ano, quase 450 empresas utilizaram esta modalidade de aprendizado para capacitar mais de dois milhões de profissionais.

“O e-Learning no Brasil, no segmento corporativo, vem crescendo cerca de 40% ao ano. Isso se deve ao rápido retorno da aplicação, já que com este percentual de crescimento os investimentos acumulados em 2008 devem ultrapassar R$ 1,5 bilhão,” explica Francisco Antonio Soeltl, vice-presidente de Tecnologia da Associação Brasileira de Recursos Humanos (Abed) e presidente da MicroPower e do portal e-Learning Brasil.

O FGV Online, programa de educação à distância da Fundação Getúlio Vargas, atende a alunos de pós-graduação, MBA, executivos e empreendedores e também a universidades corporativas que desenvolvem projetos de e-learning. Os preços vão de R$ 580 por mês a R$ 14 mil por todo o curso de e-MBA, que tem duração de 18 meses.

No total, hoje são 1.400 alunos. Carlos Longo, diretor-executivo da FGV Online, explica que um dos motivos do sucesso dos treinamentos online é que as pessoas podem escolher o melhor horário para estudar. E há sempre um professor a postos para esclarecer dúvidas por e-mail.

“Há também salas de bate papo, com hora marcada, para promover a integração entre o professor tutor e os alunos,” explica Longo.

Outra das principais vantagens para as empresas que investem no treinamento online é a redução de custos. Segundo a gerente de desenvolvimento de Recursos Humanos da Vivo, Rosilene Ribeiro, a economia pode chegar a 50%. A empresa investiu no programa “Vivo aprendendo”, uma parceria com a Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) e com a Alliance Corporate.

“O treinamento é à distância, mas não distante. Não buscamos só a redução de custos, mas o aprimoramento dos funcionários,” diz Rosilene.

Daniel Brederodes, comprador técnico da Vivo, conta que está no quarto módulo de treinamento online. Desta vez, está fazendo o curso de logística empresarial.

“A recomendação é de estudar pelo menos uma hora por dia. É muito dinâmico, porque há chats e fóruns de discussões,” diz Brederodes.

(O Globo – 11/09/05)