O Guia de Empregos tem um novo site (http://www.guiadeempregos.org.br).
Esta página é antiga e não recebe mais atualização. Acesse o novo Guia de Empregos e encontre vagas e notícias atualizadas diariamente.

   

 


Jovens viram "sombras" de executivos

A iniciativa de uma organização não-governamental levou 198 estudantes a vivenciarem um dia na vida dos gestores de grandes empresas do país. A idéia é despertar o espírito empreendedor desses jovens colocando-os em contato com quem já está na área.

Leia mais:

   

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Jovens viram "sombras" de executivos

O último dia 9 de setembro foi no mínimo inusitado para o gerente geral da agência do Unibanco em Curitiba, Paulo Roberto Tessaro. Enquanto fazia suas atividades rotineiras, o executivo foi literalmente seguido por uma jovem estudante, aluna do segundo ano do ensino médio de um colégio particular da cidade.

Melina Hartmann, de 16 anos, assistiu à abertura do sistema, às 8h30 da manhã, leu as mensagens corporativas do correio eletrônico do gerente, conheceu os processos da empresa e, depois, acompanhou um pouco das tarefas de cada área do banco.

Assim como Melina, outros 197 estudantes fizeram, nesse mesmo dia, papel de "sombra": acompanharam um dia de trabalho de executivos e empresários em São Paulo, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Paraná e Goiás, em empresas como Gerdau, Unibanco, RBS, Banco Brascam, Cesb, O Boticário e Ipiranga. A atividade, batizada de "Empresário-Sombra", é uma iniciativa da organização não-governamental Junior Achievement, uma associação fundada nos Estados Unidos em 1919 que tem a missão de despertar nos jovens o espírito empreendedor.

"Nosso objetivo não é dar emprego, e sim mostrar a realidade corporativa. Mas, quando empresários recebem esses jovens e enxergam o seu potencial, muitos aproveitam para contrata-los como estagiários", Marcelo Nonohay, do Junior Achievement.

A associação americana está presente no Brasil desde 1983 e tem sede em Porto Alegre (RS). Desde sua instalação, quase 500 mil jovens passaram por seus programas no país, envolvendo 2 mil escolas e mais de 12 mil voluntários. A instituição é mantida com verbas da iniciativa privada e oferece cursos de negócios para todos os níveis educacionais a partir do 5º ano do ensino fundamental.

Além da doação em dinheiro - a cota média mensal é de R$ 1 mil -, as empresas parceiras incentivam seus executivos a ser voluntários para dar aulas sobre gestão e negócios nas escolas e também a participar de programas especiais como o "Empresário-Sombra."

Marcelo Luis Orticelli, diretor da área de pessoas do Unibanco, recebeu três "sombras" na semana passada, na primeira participação do banco nesse programa. Para o executivo, a gestão cuidadosa de pessoas é o grande diferencial que o setor bancário pode oferecer aos clientes. "Nossos produtos quase todos têm", lembra Orticelli. E, nesse contexto, a responsabilidade social também entra como destaque.

O banco tem parceria com a Junior Achievement desde 1997. Mas foi em 2001 que a atuação passou a ser mais efetiva. De 2001 a 2002, cerca de 40 voluntários do Unibanco formaram em torno de 1.000 alunos em escolas públicas. As aulas são ministradas em horário de almoço, e o material didático é elaborado pela ONG.

O Unibanco paga em média R$ 60 por aluno. Este ano, o objetivo é que 230 voluntários formem 3,5 mil estudantes nos cursos de negócios. Além da responsabilidade social, a parceria com a ONG tem rendido bons frutos: na última semana, o banco contratou 20 jovens da Junior Achievement pelo programa de primeiro emprego.

(Valor Econômico – 17/09/03)

   
 Ética é pré-requisito para investidores de fundo de pensão
 Cresce participação de homens em atividades voluntárias
 Da qualificação profissional às cooperativas
 FGV cria índice nacional para medir a ética das empresas
 Parceria abre portas para "trainee social"
 Terceiro setor abre novas frentes de trabalho
 Bovespa pretende atrair recursos para ações sociais
 "Não existe carreira profissional no Terceiro Setor", adverte especialista
 Novo site AjudaBrasil procura incentivar o trabalho voluntário
 Projeto Formatos prepara gestor para organizações sociais de SP
 Filão da responsabilidade social ganha espaço no mercado de fundos
 Cooperativas e designers inovam na criação de objetos
 Terceiro setor tentará manter os benefícios fiscais após reformas
 Transparência é desafio para empresas investirem no social  
 Entidades abrem inscrições para financiar projetos sociais
 ONG reabre creche para 300 crianças
 Captar dinheiro para ONGs vira cargo promissor
 Entidades criam bolsa de ações responsáveis
 Ethos lança no Brasil mapa dos ganhos com responsabilidade social
 ONG britânica irá aplicar exames profissionais no Brasil
 Empresários adotam a franquia social
 Nova lei tributária onera o terceiro setor brasileiro
 ONG internacional premia trabalho ecológico do Rio Paraíba do Sul