carta ao leitor
19.Julho.2014



Os “copa do mundo”
      Depois do fim da Copa do Mundo, começou a temporada dos muitos candidatos “copa do mundo”, que só lembram do seu endereço a cada quatro anos, quando precisam do seu voto para garantir muito dinheiro, mordomias e esquemas. alckmin e serra
      Eles estiveram aqui em 2010, prometeram “lutar pelo sul da Bahia”, trazer verbas e tornar nossa vida uma maravilha.
      Na prática, passaram 4 anos aproveitando as benesses do poder sem se preocupar com nossa região.
      Claro que existem exceções, mas não encontrei as que devem estar por aí.
      Na “copa eleitoral” nossos candidatos são como a seleção alemã e nós como a brasileira, levando goleada dos espertos.
      Passamos vexame ao votar em mais de 250 políticos que nunca pisaram na região, ao votar neles de novo quatro anos depois, mesmo sem saber ao certo o que fizeram entre uma eleição e outra.
      Eles alegam que fizeram sim um trabalho por Itabuna e Ilhéus, citam emendas para entidades ou obras importantes que “colocou no orçamento”.
      Antes de mais nada é preciso entender como funciona este esquema marketeiro.
      Um deputado pode propor e aprovar uma emenda para Itabuna, por exemplo.
      Mas daí a sair o dinheiro vai um caminhão de diferença. Na maioria das vezes a emenda é derrubada ou congelada pelo governo federal, que é quem manda de fato.
      Só para você saber, várias emendas de 4 anos atrás nunca saíram do papel, nunca geraram empregos ou benefícios.
      Outra enganação é dizer que fez muitos discursos em defesa da região. Tá...
      Além de, na maioria, ser discurso só para enganar trouxas, eles nunca tiveram uma consequência sequer.
      Tem deputado na tribuna há anos “lutando” por concurso público na Ceplac. Voce ouviu falar de algum concurso?
      Outros “pongam” em obras que nada tiveram a ver com eles ou vivem de levar o prefeito até ministérios ou secretarias onde ele poderia ter ido por conta própria.
      Daí, tudo o que sai das reuniões é colocado na conta de proezas do deputado. Balela.
      Quando um candidato te procurar, lembre que ele não quer trabalhar por você, muito menos “defender” a região.
      O candidato a federal quer os mais de R$ 140 mil que terá nas mãos todo mês, além de nomeações e a chance de ganhar por cada voto dado.
      O candidato a estadual está de olho nos quase R$ 100 mil que terá, todo mês, na conta, além da mesma propina por cada voto dado a favor ou contra o governo de plantão.
      Calma, não estou dizendo que todos são assim. Existem caras como Pedro Simon, por exemplo. O que digo é que você pense muito bem antes de ajudar alguém a ganhar isso.
      Para os que querem se reeleger, peça a lista de ações, discursos, projetos de lei e como votou em cada decisão.
      Melhor ainda, vá até os sites camara.leg.br ou al.ba.gov.br e veja você mesmo.
      Dá um pouco de trabalho mas, pelo menos, você não vai se sentir um otário ao descobrir que o “deputado” é uma farsa.
      Para os nunca eleitos, pergunte a quem conhece as peças e pesquise no Google. A sujeira costuma aparecer.

Rescaldo da Copa
      No resumo da estatística da Copa, temos Neymar como terceiro artilheiro, empatado com Van Persie e Messi; Luiz Gustavo como terceiro em qualidade de passe, acerto de 91% e david Luiz em décimo.
      Oscar está em duas listas, segundo em roubadas de bola, com 20 e o quinto no quesito 0 assistência, com 2.
      Na técnica, o Brasil terminou em quinto, atrás de Alemanha, Argentina, Holanda e também a França. Mas no ranking da Fifa, 7º.
      Uma coisa que incomoda nas matérias depois do vexame foi o tratamento aos jogadores, todos numa mesma vala.
      É muito injusto exigir de Hulk e Oscar que tenham jogado bem, porque sempre foram usados na posição errada. O primeiro sempre joga pela direita ou de centroavante, foi usado como ala esquerdo.
      Oscar joga no meio, armando jogadas, mas Felipão só usou assim contra a Croácia, e ele foi o melhor em campo.
      Claro que Fred não estava à altura da seleção, nem Jô, e que Paulinho, Dante e Daniel Alves mostraram deficiências que tem em seus times. Mas o resto joga muito mais.
      O problema foi o esquema tático de Felipão. Ele é o maior culpado, ao lado de Parreira.
      Detalhe sobre o melhor time do planeta. O Bayern de Munique tinha 9 de seus jogadores nas semifinais da Copa do Mundo: Neuer, Dante, Boateng, Lahn, Robben, Gotze, Schweinsteiger, Kroos, Muller.
      Não é a toa que dá gosto ver o time jogando.


 
compre fazenda
Anuncie aqui: (73) 3043-8941


Copyright©1996-2014 A Região Editora Ltda, Praça Manoel Leal (adami), 34, 45600-023, Itabuna, BA, Brasil | Reprodução permitida desde que sem mudanças e citada a fonte.