Compre seu dominio hoje! Calango! o Portal da Bahia News from London

Menu o Portal da Bahia o Portal do Cacau 24h ao vivo na internet Voce ja esta aqui! a regiao que inspirou Jorge Amado o jornal do brasileiro no exterior os agitos da Bahia
volta para a capa

Hélio Pólvora

Capa
Geral
Itabuna
Ilhéus
Bahia
Malha Fina
Últimas
 
Gente Grapiúna
Colunas e Artigos
 
Media Kit
Expediente
Os Links

De Hélio

Silva Galo

Nau sem lastro

Exemplo
de Cidadania

. Gente Grapiuna

Cuma?
      O sobrenome Cuma data pelo menos de 1963, quando Rockefeller combatia a malária através do Ponto IV. Um dos nossos inspetores era Adjoval Santana Macedo, mais conhecido por Macedo, ou Macedo da Macedônia.
      Tinha direito a jipe, que dirigia por esses cafundós. A fiscalização rigorosa impedia-o entre outras coisas de dar carona. E numa bela manhã de pimavera, quando a alma trina mais que um sabiá do Pontal, eis o intimorato caçador de mosquitos a caminho da póvoa de União Queimada, procedente de Almadina.
      À beira da estrada está uma moça de pés no chão, sapatos ao ombro e carregando pesada mala. Tinha os pés brancos e pequenos. A julgar por eles, o resto do corpo devia ser uma formosura, naturalmente com os acidentes geográficos colocados todos nos lugares certos do mapa. .
      Macedo sentiu pena. É bem verdade que a memória estalou, lembrando-lhe o impedimento da carona. Mas um dos pés, atraídos pelos pés da moça, que funcionavam, estes, como ímãs, já se havia adiantado à memória e calcado o freio.
      Vista de perto, não era tão guapa e faceira assim, mas servia para uns olhares e uns amassos. Dirigiram-se ao Itajuípe. Conversaram. Ignoro se a conversa rendeu, mas o certo é que, à entrada do Itajuípe, sobre o rio Almada, esperava-os o severo chefe do distrito do Ponto IV, Antônio Reis, de Itabuna, que procurava Macedo em busca do relatório da gasolina.
      O inspetor encostou o jipe e esperou pelo pior.
      — Seu Adjovaldo, o relatório está pronto?
      — Está, sim senhor.
      — E esta moça na boléia, quem, é?
      — Mora na Fazenda Luanda, é professora e perdeu o ônibus.
      Antônio Reis contornou o jipe para interrogar a moça.
      — A senhora leciona onde?
      — Cuma?
      Pelo visto, a moça não havia entendido.
      — Seu Adjovaldo, desça amanhã para Ilhéus, no jipe.
      O severo inspetor desceu antes, a tempo de narrar a grave ocorrência ao Dr. Evaldo, chefe do setor, e que não chegava a ser doutor, porque de topógrafo não passava. De modo que, ao chegar por sua vez a Ilhéus, Macedo teve de apresentar-se logo ao Setor.
      Seu emprego bem pago estava por um fio. Os chefes locais tinham ordem dos gringos de não tolerar faltas. A carona, então, era um crime. O escritório estava deserto, sem as recepcionistas. Macedo conseguiu descobrir o porteiro e indagou:
      — Cadê as moças daqui?
      — Subiram a chamado do Dr. Evaldo.
      Para testemunhar o interrogatório, gemeu Macedo da Macedônia. Entrou no gabinete de cabeça baixa e vista turva. Os ouvidos pareciam entupidos pelos zumbidos de mil mosquitos de malária.
      Sentado, ares de magistrado, Dr. Evaldo leu os autos e entrou a inquirir o réu. As moças disfarçavam risinhos.
      — A moça era bonita?
      Macedo titubeou.
      — Não minta. Gosto de homem que diz a verdade.
      — Era um pouco, doutor.
      — Mais do que a Rita Hayworth em Gilda?
      — Ah, não.
      — E o senhor passou a mão?
      Macedo fingiu-se desentendido.
      — Pergunto se o senhor bolinou, apalpou, pegou nos seios...
      — Bem, doutor, eu...
      — Não minta, seu Adjovaldo. Olhe que recebi relatório...
      Dr. Edvaldo divertia-se. As moças serviam-lhe de platéia.
      — Apalpou ou não?
      Macedo da Macedônia confessou que, na ausência de Glenn Ford, havia tomado algumas ousadias com a bela Gilda.
      Os olhos de Dr. Evaldo luziam, uma baba escorria-lhe da boca.

      Hélio Pólvora, escritor e jornalista.

.
Patrocinado por O jornal do brasileiro no exterior

[ Geral ] ....  [ Itabuna ] ....  [ Ilheus ] ....  [ Bahia ] ....  [ Malha Fina ] ....  [ Comercial ] ....  [ Volta ]

Copyright©2001 A Região Editora Ltda, Praça Getúlio Vargas, 34, 45600-000, Itabuna, BA, Brasil
Telefax (73) 211-8885. Reprodução permitida desde que sem mudanças e citada a fonte.

Click Here!