27.Junho.2015

porto ilheus

Porto do Malhado foi feito pelos produtores

regionais de cacau com recursos próprios. A exportação de cacau era um problema, feita pelo porto de Salvador. Por isso, em 1924 os cacauicultores iniciaram a construção do porto com seus recursos, e a exportação começou a ser feita da cidade, trazendo estrangeiros e intercâmbio cultural com a Europa.
      Nesta época, vinham dançarinas, mágicos e também aventureiros para divertir as pessoas que possuíam dinheiro. Havia cabarés, clubes noturnos, casinos. A cidade era movimentada e é desta época o cenário dos romances de Jorge Amado.
      Uma época de muito dinheiro, luxo e desmandos. O grande fluxo financeiro originado pela produção e exportação do cacau deu origem a peculiaridades no desenvolvimento da Costa do Cacau, incluindo a criação da Ceplac e do Cepec.
      A demanda regional por educação superior, buscada nas década de 1940 e 1950 em Salvador, gerou o anseio pela implantação de faculdades na região, depois unidas para a criação da Universidade Estadual de Santa Cruz.
      Litoral e bruxa
      Ilhéus tem o maior litoral da Bahia, uma culinária excelente, histórias de Jorge Amado, clima bom o ano quase todo, uma rica cultura, arquitetura de época, mas nunca conseguiu se tornar um destino turístico. Falta vontade política e conscientização da população.
      Elevada a fama mundial com os romances de Jorge Amado, como Gabriela, Cravo e Canela e Terras do Sem Fim, Ilhéus foi cenário de duas novelas e, mesmo assim, continua sendo apenas uma cidade de veraneio.
      O cacau, que bancava uma vida de luxo e extravagâncias, parou de sustentar a cidade com a chegada da vassoura-de-bruxa, que dizimou as plantações e até hoje afeta a produção. Nos bons tempos, ela ficou conhecida como a “Princesinha do Sul”.
      Era, na época, uma das maiores produtoras de cacau do mundo. Com a vassoura, a cidade perdeu sua principal fonte de renda, sem ter desenvolvido o turismo que, a exemplo de Porto Seguro, poderia ter-lhe dado fama mundial também neste setor.
      Hoje Ilhéus espera pelo Porto Sul, a ZPE, o novo aeroporto internacional, a ferrovia Leste / Oeste, obras que poderão iniciar uma nova era de ouro, mas de futuro incerto depois que o país entrou em recessão e o governo federal cortou investimentos.

|

      Mais notícias de Ilhéus aqui, aqui também.

 
compre fazenda
Anuncie aqui: anuncio@aregiao.com.br

 

Copyright©1996-2014 A Região Editora Ltda, Praça Manoel Leal (adami), 34, 45600-023, Itabuna, BA, Brasil | Reprodução permitida desde que sem mudanças e citada a fonte.