malha fina
26.Julho.2014



acm depre
Ibope é ACM
      Parece que todo mundo esqueceu do fiasco do Ibope nas eleições de 2006 e 2010 na Bahia, onde o resultado era o inverso do que ele divulgava. Também esqueceram que a franquia Ibope na Bahia pertence à família de ACM Neto.

Ibopiada
      Na véspera da eleição de 2006 o Ibope dizia que Souto ganharia com 44% contra 36% de Wagner. Até 15 dias antes dizia que Souto venceria no primeiro turno. Deu o oposto exato: Wagner 44% e Souto 36%. Manipulação imoral.

Filme antigo
      Neste ano o Ibope volta a dizer que “Paulo Souto vencerá no primeiro turno” e teria hoje 42% dos votos. Previsão nossa: a partir de setembro ele começa a “cair” e na semana da eleição “ainda vencerá”. Mas quando abrir a urna...

Inocentes
      “Paulo Souto lidera a corrida para o governo da Bahia com ampla vantagem e venceria a disputa no primeiro turno, aponta pesquisa Ibope”. A frase e o instituto são de hoje, mas a frase e o instituto são iguais a 2006. Sabe de nada...


Liquidação
      Alguém aí quer comprar uma emissora de FM baratinho? A da rede Bahia em Itabuna só custa R$ 100, pelo menos segundo o contrato social, com 100 cotas de R$ 1 divididas entre a família Magalhães, Mata Pires e Antonio Menezes.

Surtou
      Se alguém duvidava da “sanidade administrativa” de Jabes Ribeiro, hoje teve certeza de que surtou. Nomeou Dinho Gases, o ex-presidente da Câmara de Ilhéus que responde a processos por estripulias, para um cargo inócuo e caro.

Sinecura
      Dinho Gases vai ser o diretor da “Divisão de Programas de Cidadania”, que tem zero de efeitos práticos, mas com um salário de R$ 3.800. Pela nomeação, já publicada no Diário Oficial, ele vai trabalhar no gabinete do prefeito, juntinho.

Sem espaço
      A cultura de Itabuna está sem espaço há quase um ano. A reforma do Centro de Cultura Adonias Filho, que devia ter terminado em fevereiro, não tem mais prazo e dificilmente fica pronta até o fim do ano. O absurdo começou em abril.

Sem fim
      A empresa que fazia a reforma não cumpriu quase nada do que era sua obrigação e, por isso, op governo do estado cancelou o contrato. E a licitação para uma nova empresa tocar a reforma até hoje não foi concluída. Azar nosso.

Sem vergonha
      O diretor do CCAF, Aldo Bastos, ainda conseguiu manter algumas atividades em setembro, mas a empreiteira resolveu quebrar tudo de uma vez ao invés de fazer por etapas. O resultado é que o CCAF inteiro ficou interditado.

Bote pronto
      Com a campanha, que pode ser vitoriosa, de Aldenes Meira para a assembleia legislativa, quem está rindo à toa é o companheiro Rosivaldo Pinheiro. Ele pode chegar à Câmara de Itabuna a tempo de decidir a eleição da mesa diretora.

Sem chance
      Enquanto isso, nos bastidores da Câmara de Vereadores a briga pela presidência segue com acordos e traições a toda hora. A única certeza é que Joílson Rosa não será presidente. Já avisaram: se insistir se arrisca a perder o mandato.

Sabotagem
      A turma da lista do cacau está pedindo aos cacauicultores que boicotem o evento dla Ceplac do dia internacional do cacau. Eles estão revoltados porque o órgão jamais deu nota técnica em favor do calote, ops, perdão da dívida.

Filosofando
      taxi O caso do alvará do taxi clandestino de Joelma Reais, coordenadora da campanha de Zé Nilton a deputado, foi objeto de grande discussão filosófica na prefeitura de Itabuna nesta semana. Filosófica porque, na lei, não tem o que discutir.

Canalhice
      Um grupo acha que tem que devolver o alvará a Joelma e deixar que o taxi clandestino, que roda em uma praça também clandestina, em frente à Vila Olímpica, faça concorrência aos taxis legalizados. Uma sugestão de canalha.

Omissão
      Outro grupo defende que a posição do Sargento Thomaz está certa e deve apreender o carro novamente, em respeito aos demais taxistas, que cumprem a legislação municipal religiosamente. Aliás, não apreender é crime de omissão.

Exemplar
      Em tempos de guerra para se manter no cargo, tem secretário se virando nos trinta para mostrar ao prefeito Vane as “realizações” de suas pastas nos festejos do dia da cidade. Mérito para Marcos Monteiro, o que tem mais a mostrar.

Outro lado
      Na outra ponta tem um monte de secretários que não valem o que recebem de salário. Se Vane tomasse coragem para tirar os encostados e preguiçosos, teria que trocar metade do secretariado, com alguns do segundo escalão na leva.

Cara de pau
      Paulo Peroba agora promete fazer a barragem de Itabuna, que não quis fazer durante os 8 anos em que mandou na Bahia. Promete a duplicação da estrada, que prometeu durante 8 anos de governo mais 4 de César Borges. Haja óleo.

Não é o Ibope
      Peroba também morre de medo das pesquisas e começa a tentar impedir a divulgação das que estão sendo feitas por quem “não é Ibope”. O problema é que a realidade bate na porta e mostra que ele está no topo... indo ladeira abaixo.

Valeu, boi!
      O coordenador da campanha do deputado Augusto Castro, vereador Zé Silva, mandou “botar preço”, tal qual um garrote, em uma liderança de Zé Nilton. A estratégia é tentar comprar todos eles, de porteira fechada. Dinheiro tem.

Briga por nada
      O grupo de oposição ao governo da Bahia, achando que já ganhou as eleições baseado nas pesquisas do Ibope, estão dividindo os cargos da região. A briga tem sido pelo Detran e pela Direc. No fim, vão continuar desempregados.

Alzheimer
      Povo ingrato e de memória curta. No segundo ano de Zé Nilton, a cidade respirava violência e discórdia dentro da prefeitura e a corrupção consumia o lucro dos fornecedores. Para receber, tinha que pagar comissão de até 30%.

Irrelevantes
      José Arimateia, Ronaldo Carleto, Jutahy Magalhães são alguns políticos que receberão título de cidadão Itabunense por “relevantes serviços prestados” à cidade. A única intenção é aparecer na mídia, em troca de apoio$ para eles.

Prioridades
      ouvidoria A Câmara de Ilhéus, que parece não ter nenhuma função prática, vai torrar R$ 18 mil em lanchinhos, mas não se mexe para gastar nada com a placa da Ouvidoria. Suja, lascada, a placa reflete bem a importância dada por Jó à ouvidoria.

Ignorada
      Criada com pompa e promessa de ser o canal do cidadão na Câmara, a Ouvidoria não passa de uma piada sem graça nem credibilidade. Ignorada pelos vereadores, porque não ouvem ninguém, e pelo cidadão, que conhece o circo.



 
compre fazenda
Anuncie aqui: (73) 3043-8941


Copyright©1996-2014 A Região Editora Ltda, Praça Manoel Leal (adami), 34, 45600-023, Itabuna, BA, Brasil | Reprodução permitida desde que sem mudanças e citada a fonte.