a regiao
find more about weather in itabuna, bz
12.Agosto.2017
malha fina

Os ovos do PT

Ainda se comenta o ataque com ovos contra ACM Neto e João Dória, os dois melhores prefeitos do país e com a maior aprovação. Obviamente promovida por petistas e comunistas, a “ovada” vai cair no colo do governador.

Quase baiano

Rui Costa fez discurso dizendo que era “errado” Salvador dar título de cidadão a Dória. Além do discurso servir de senha para o ataque, o governador parece não saber que João Dória é filho de um ex-deputado federal baiano.

Falta de assunto

Ao invés de abordar os temas que são importantes para Itabuna, os vereadores Aldenes Meira e Ricardo Xavier desperdiçaram o tempo da sessão de quarta-feira debatendo... o governo de Maduro na Venezuela. Caracas!

Tropa de choque

zona azul Dizem que, depois da confusão com a novas regras da Zona Azul, um grupo de vereadores comandados pelo presidente Chico Reis foi falar com o ficha suja Cuma, exigir mudanças no decreto e mudanças das regras.

Alegria alegria

Parece que saíram muito felizes porque teriam ouvido que “com a arrecadação até dezembro de 2018 vamos pagar a campanha de Sérgio. De janeiro de 2019 a dezembro de 2020 será dividido entre vocês”. Os olhinhos brilharam.

Dieta de engorda

Dizem que secretários municipais e presidentes das fundações ligadas à prefeitura de Itabuna perderam o controle dos contratos. As empresas chegam com os valores ditados pelos caciques do governo, com valores engordados.

De improviso

O desespero eleitoral faz coisas incríveis. Como o governador Rui Costa, tido como técnico, divulgar as “escolas tecnológicas” sem saber como e onde serão, quanto vão custar e de onde sai a grana. Diz que “decidiu num estalo”.

Por trás da notícia

Dizem que por trás da decisão absurda de eliminar todos os outdoors de Ilhéus tem um jogo criminoso, de extorsão. Exigiram das empresas exibidoras um caminhão o km! Ou seja, não é só uma decisão imbecil de Marão, o Bobão...

Apropriação indébita

A Zona Azul de Itabuna era uma zona. Além de tentar achacar motoristas com um decreto abusivo, a Prefeitura não estava repassando os 11% do faturamento bruto para as entidades beneficentes, como previa a lei da Zona Azul.

Confissão oficial

Uma fonte da Prefeitura alega que a Dom Parking não estava “nem pagando o ISS”. Se isso é verdade, o prefeito deve responder por improbidade, já que é dever legal da Prefeitura cobrar o ISS da empresa e repassar aqueles 11%.

Fechou a zona

Depois de muita pressão, Cuma acabou revogando não só seu decreto como o que criou a Zona Azul, que sempre denunciamos como ilegal. O governo Vane não tinha mandado o projeto de lei para a Câmara, o que é obrigatório.

Farra trabalhista

Virou escândalo nacional a licitação nº 051/17 do Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região, de Salvador, para contratar empresa “com qualificação para assessorar magistrados e servidores em aulas de corrida e caminhada”.

Câncer ciretrânico

Dizem que a polícia civil tornou a apreender veículos clonados e documentos adulterados em Itabuna e Região. A investigação aponta para gente da Ciretran. Só uma intervenção para acabar com as suspeitas de corrupção no órgão.

Mentira curta

Depois do estardalhaço na imprensa, veio à tona que a história contada pelo procurador de Itabuna “não foi bem assim”. Estão surgindo provas de que a empresa não é fantasma e que o material foi entregue na gestão de Vane.

Caixinha 2

A sensação da semana em Ilhéus é uma gravação onde, supostamente, o presidente do Colo-Colo, Raimundo Borges, negocia uma “caixinha” por fora do contrato com a diretora que representa a CVL Alpha Sports, Kettlen Viveiros.

Pouca defesa

Em uma nota oficial com 27 frases sobre “seu amor” pelo clube e “sua transparência”, Raimundo só tentou se explicar em uma, dizendo que nunca falou de “caixinha” e sim de “caixa subsídio para despesas de manutenção do Clube”. Tá.

Sem atividades

É só mais um capítulo na novela da CVL que, apesar de ter sido aberta na Inglaterra, é de um ilheense que também é dono de uma madeireira na Ceplus. A CVL Sports não teve nenhuma atividade por lá desde que abriu. É só fachada.

Mui suspeita

O dono, Cleves Valdo Lopes, abriu 4 empresas na Inglaterra usando o mesmo endereço, o de sua casa. Nunca fez nenhuma das atividades que alardeou na época do contrato com o Colo Colo. É uma empresa inativa e suspeita.

Duas cabeças = 0

Usuários que procuram a Ciretran de Itabuna ficam confusos sobre quem coordena. Na mesma mesa ficam Lenildo Santana e Diego Pitanga, um nomeado sem tomar posse, outro interino. Um manda e o outro desmanda. Doidera.

Neo petistas

petista Após o anuncio de saída do ficha suja Fernando Cuma e seus asseclas do DEM, um grupo foi a um restaurante comemorar. Após alguns goles, alguns começaram a se lamentar. “Me dei conta que vou ter que votar no PT”.

Peroba, perobão

Em entrevista, o ficha suja Cuma disse que “agora Itabuna tem comando”. Mas a empresa que explora a Zona Azul não pode cumprir o decreto fora da lei sem autorização. E ainda tem que pedir desculpas ao povo no lugar dele.

Insinuantes

Dizem que pessoas ligadas ao prefeito ficha suja Fernando Cuma deu palpites e sugestões ao MP, com o propósito de se aproximar da promotoria e desviar a atenção dos contratos fora da lei e desmandos da gestão do coroné gagá.

Sem carisma

O prefeito ficha suja Fernando Cuma quer transformar o sobrinho Son em uma espécie de super secretário. Son já chefia a de Administração, a de Obras e agora Governo. O coroné gagá só está esquecendo de combinar com o povo.

Cidade Morta

O grande feito da equipe da secretaria de Planejamento do governo anterior foi o ótimo projeto Cidade Digital, que consumiu grande quantidade de dinheiro para conectar Itabuna e funcionava. Depois de Cuma, o projeto morreu.

Lei do retorno

Dizem na prefeitura de Itabuna que o ex-vereador Rui Machado terá que devolver o dinheiro do buraco negro e que a prefeitura terá que receber de volta os salários de procurador recebidos irregularmente por membros de sua famiglia.

Antes dce recuar

Um usuário da zona azul foi questionar um monitor da Dom Parking sobre as novas regras ilegais. A resposta foi imediata: “agora tem um prefeito que manda na cidade e não mais o Ministério Público. É o poder da marreta”.

|