malha fina
6.Fevereiro.2016

|


rui e roberto

Água no chopp

      Depois de ler a mensagem de abertura de trabalhos na Assembleia, o governador Rui Costa afirmou que em 2016 o PT não precisa ter candidatos em todas as cidades. “Acho que o PT pode e deve apoiar candidatos de outros partidos”.

Carapuça

Para muita gente foi recado para quem quer ressuscitar aquele ex-deputado Gelado... Gerardo.. aquele, que tem em Rui, no presidente estadual do partido, Everaldo Anunciação e no secretário da Serin, Josias Gomes, velhos desafetos.

Fim da fila

Segundo fontes de Salvador, Rui pode preferir apoiar nome do PCdoB, como Davidson Magalhães, ou do PSD de Otto Alencar, como o presidente da FICC Roberto José. A certeza é que apoiar Gelado é o último pensamento, para perder.

Golpe branco

Existem petistas em Salvador e Itabuna que defendem lançar Gelado de propósito, fazer corpo mole e deixar que ele perca sua quinta eleição seguida. Aí o PT estadual ficaria livre para refundar o partido na cidade, sem Gelado & cia...


Órfão e perdido

O governo Dilma aumentou o imposto do chocolate no nível do cigarro e bebidas alcoólicas, prejudicando demais o cacau. Cadê o deputado da base do governo que “defende cacau”? Cadê os deputados da “frente de defesa do cacau”?

Bomboniere

grand prix A empresa que vai fazer a reforma da Câmara de Itabuna, Grand Prix Construtora e Aluguel de Veículos (!) foi acusada pela Câmara de Itajuípe de usar um endereço falso (Rua J, 25). No local existe apenas uma bomboniere.

Ilegalidade

A denúncia dos vereadores Edmilson Borges, Gean Silva e José C. Mansur, diz que a Grand Prix tem 45 funcionários mas contrata avulso quem precisa, dependendo de que serviços a prefeitura contratou. É ilegal, diz a Constituição.

Espelho meu

É incrível até onde vai a vaidade e arrogância. O presidente da OAB/BA soltou uma nota esculhambando o presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, falando em “um ultraje a toda a advocacia baiana,” que “ficará sempre na memória”.

Pecado mortal

O que o presidente do TJB fez de tão grave para atrair a fúria? Na cerimônia de transmissão do cargo, seu cerimonial não convidou a vice-presidente da OAB/Bahia, Ana Patrícia Dantas Leão, para compor a mesa oficial da solenidade...

Arrogância

“Depositar flores na cripta de Ruy Barbosa, Patrono da Advocacia Brasileira, para logo em seguida ultrajar toda a advocacia baiana é ato cínico, vil e indigno da magistratura e da presidência de um Tribunal de Justiça,” diz o furioso.

Perdeu, playboy

A justiça devolveu a Rádio Baiana de Ilhéus a Zerinaldo Sena e Gilmar Sodré. A emissora tinha sido vendida a Bebeto e Jailsonso Nascimento há uns três anos, mas “esqueceram” de seguir todas as exigências da lei para os documentos.

Não vale nada

Para uma rádio ser vendida, compradores e venda precisam ser aprovados pelo Ministério das Comunicações. Sem a autorização, a venda é inválida. Tem rádio em Itabuna que foi vendida sem avisar o MC e até hoje é do vendedor...

Lendo os pés

A Secretaria de Educação de Itabuna lançou concurso de “incentivo à leitura” que consiste em ouvir CD e fazer uma coreografia para a peça “Leia Criatura”. Em que ouvir CD e fazer coreografia incentiva a leitura? Incentiva a dançar...

Fim dos tempos

Se o prefeito Vane não tomar de vez as rédeas da administração logo depois que acabar o carnaval, nem a legião de pastores que lotam seu gabinete vai conseguir resolver, com suas rezas, o inferno que vem pela frente na prefeitura.

Prefeitura possuída

Com o descontrole, pior que Kombi sem freio na ladeira, vai precisar mais que reza. Vai ter que trazer sal grosso, banho de folha, Edir Macedo, Waldemiro Santiago, Silas Malafaia, Agenor Duque e outros para exorcizar o demo.

No basta fé

Sendo Vane um homem religioso e com fé inabalável, tudo que precisa para manter as rédeas é governar. Ter e tomar atitudes, ser firme nas determinações e não vacilante como nesses 3 anos. Não basta ter fé, tem que ter atitude.

Para onde vai?

Mesmo com o fim do governo Vane decretado por ele, nada justifica o fechamento dos restaurantes populares, até porque recebem todo mês o subsídio do governo federal. É muita incompetência ou má vontade com os pobres.

Vara do Mosquito

vara da familia O TJB da Bahia alega falta de caixa, mas a Vara da Família de Itabuna mantém imóvel alugado e fechado há 11 meses pagando R$ 5 mil por mês, com direito a criadouro de mosquitos. Alguém está levando vantagem e não são os donos.

Nuvens negras

Há 2 anos já alertávamos para a dificuldade que a prefeitura de Itabuna teria para pagar servidores. Só não sabíamos que seria a um ano da entrega do cargo. O pior está por vir. No final, vai ficar devendo no mínimo 5 meses de folha.

Tinta dourada

A Câmara de Itabuna levou 6 meses estudando como meter a mão no lucro do concurso que preencheu 4 vagas. Uma foi outra pintura no prédio, pela quarta vez em três anos. O valor será R$ 560 mil, se não faltar para pintar os rodapés.

Butim

Resta saber se o “por fora” vai ser dividido pelos 21 ou só com uns poucos privilegiados. Para não ter reclamação, os canelas secas devem receber um “pé na cova”, que tudo indica será até generoso. E a parte do leão, com quem fica?

Óbvio ululante

O ex-deputado desempregado Gerardo... Gelado... voce sabe quem, encontrou espaço para dizer que a solução da Emasa é a construção da barragem e não parceria com empresa privada. Se era para falar o óbvio, melhor ficar calado.

Desespero

Até as pedras do Rio Cachoeira sabem disso, como também sabem que a empresa não tem recursos para a captação. Como Gelado não vai a lugar algum, pode dizer o que quiser. É o desespero de falar qualquer coisa em qualquer lugar.

Nem ele sabe

Logo depois do reinado de Momo começa a corrida à prefeitura de Itabuna. Para não fugir à tradição, a cidade vai polarizar entre o deputado Augusto Castro e o candidato de Vane. Isso, se ele resolver decidir quem vai apoiar.

Encosto

Há algum tempo escrevemos que a decisão do PT estadual de colocar o ex-deputado desempregado na disputa em Itabuna é para celebrar seu sepultamento político. No governo do PT Gelado nunca foi bem visto, cheirado ou ouvido.

Limpeza geral

Estudiosos da política de Itabuna afirmam que a Câmara vai reeleger no máximo 4 vereadores. Os outros vão sumir por dívida não quitada da campanha anterior, pela rejeição dos eleitores ou por ser vereador de “um mandato só”.


Mais colunas:

Cláudio Humberto, politica
Hélio Castro Neves, velocidade
Daniel Thame, esportes
Marcel Leal, opinião
Diogo Caldas, coluna social
Juliana Soledade, cronicas
Tech, tecnologia e games
Malha Fina, notas ácidas

 
compre fazenda
Anuncie aqui: anuncio@aregiao.com.br

 

Copyright©1996-2014 A Região Editora Ltda, Praça Manoel Leal (adami), 34, 45600-023, Itabuna, BA, Brasil | Reprodução permitida desde que sem mudanças e citada a fonte.