malha fina
18.Junho.2016

oab itabuna

Indefensável

      A defesa do advogado Anderson pela OAB de Itabuna, que pede a “libertação”, gerou revolta na internet. O mínimo que acusam a OAB é de defender bandido. Pelo jeito, se for advogado, pode ser bandido e não pode ser preso. Lindo...

Mão na botija

A polícia tem gravação dele ameaçando uma juíza em conversa com a mulher do traficante, testemunha sob proteção, provas de que investiu em máquinas caça-níquel, tráfico de drogas e agiotagem em parceria com o chefe do tráfico.

Pobre Ruy

Mesmo assim, a OAB de Itabuna promoveu uma bizarra “Manifestação pela Liberdade” de Anderson nas escadas do Fórum Ruy Barbosa, genial jurista que pode e deve ser lembrado nessa hora. “De tanto ver triunfar as nulidades...”


Zé Abobrinha

A confusa e mal escrita nota do vereador Zé Silva sobre a concessão da Emasa é um poço de ignorância e informações falsas. Começa por não saber a diferença entre venda e concessão. E mente sobre concessões que “já falharam”.

Sem cabide

Pelo contrário. Todas as cidades que fizeram concessão (30) ocupam o topo do ranking nacional de saneamento, com índices de água, coleta e tratamento de esgoto próximos dos 100%. O que acaba é o cabide de empregos, não é, Zé?

Desafinados

Sabendo que o ex-deputado Geraldo deve ser inelegível e que está tentando uma parceria com Azevedo, também inelegível, a piada fica pronta. Juntando os dois dá um cantor (Geraldo Azevedo) mas não dá um candidato a prefeito.

Sem GPS

A bancada do PCdoB parece não saber onde fica Itabuna. Em 2014 não colocaram nenhuma emenda para ao Bahia. Em 2015, puseram para Salvador, Guanambi, Poções, Una, Itagibá, Santa Inês, Itaberaba, Cruz das Almas, Conquista.

Itabuna quem?

Para 2016, o PCdoB beneficiou Una e Salvador de novo, Juazeiro, Jacobina, Senhor do Bonfim, Jaguarari e várias emendas que são genéricas, podendo ser usadas onde o governador da Bahia quiser. Ou seja, não são para Itabuna.

Pro chefe

Davidson Magalhães só em 2016 colocou emendas, mas as de Itabuna até hoje não saíram. Pôs duas para Catu, base do dono de seu mandato, Nélson Pelegrino, secretário na Bahia. Foi uma de R$ 800 mil e outra de R$ 500 mil.

Espalhando

Davidson também pôs R$ 800 mil para Igrapiúna, R$ 410 mil para Mirangaba, R$ 200 mil para Inhambupe, R$ 100 mil para os Pataxós, R$ 100 mil para Conquista, R$ 500 mil para grupos de mulheres. Estas todas já foram empenhadas.

Só uma

Mais R$ 200 mil para Uesb, R$ 200 mil para Uneb, R$ 200 mil para Uesc, R$ 150 mil para Campo Alegre de Lourdes. Ah, sim, teve os R$ 100 mil para “combate à homofobia em Itabuna”, a única dele que se tornou realidade até hoje.

Cheirando mal

Dizem que semana passada, em reunião do PMDB de Itabuna com o ficha suja Fernando Gomes, perguntaram o que ele faria se a eleição polarizasse entre Augusto Castro e Gerardo Simões. “Tapava o nariz e votava em Geraldo”.

Irritadinho

Um radialista foi ameaçado de levar surra do Coordenador da Ciretran, Edmundo Moitinho, por ler nota desta Malha, de que a polícia investiga suposta clonagem de veículos e placas na Ciretran. Ele só leu! Pega leve, Coordenador...

Namoro

Política é uma caixa de surpresas e dizem que vem uma grande por aí. O presidente da Câmara de Itabuna, Aldenes Meira, está sendo “cativado” por um pré-candidato a prefeito e o vereador pode virar vice na chapa. É esperar.

Catecismo

propina A delação premiada do ex-deputado Pedro Corrêa revelou o lado oculto do PCdoB. O partido dos cururus recebia uma propina de 30% de cada casa e apartamento do Minha Casa Minha Vida. São os comunistas rezando “o terço”.

Quadrilha

“A propina arrecadada via Aldo Rebelo era dividida entre PT, que tinha a Secretaria Nacional de Habitação; PCdoB, que comandava a Diretoria de Produção Habitacional, e PP, que tinha o ministro das Cidades”, denunciou Corrêa.

Coronel Saruê

O secretário da Agricultura Sandro Lopes é chamado de Coronel Saruê, da novela Velho Chico, que briga com todo mundo. Diz que quem manda é ele e que tem 27 anos de experiência na prefeitura. Pode ser, não tinha concurso...

Cheio de gás

Dizem que o PCdoB está inflacionando o comércio de partidos de aluguel com recursos da Bahiagás, onde o deputado Davidson tem mando. O atual presidente foi indicação sua, quando saiu para se candidatar a deputado federal.

Sacola cheia

Parece que os comunas foram às compras com bala. O PPS da patricinha Mariana Alcântara recebeu 300 mil, o PTC de Elias Fernandes 150 mil, o PEN de Teles Junior ex- da Marimbeta, 100 mil e a nomeação de um Aspone de 4 mil.

Inflacionando

Segundo a fonte, o PP de Roberto Minas Aço vai receber a doação de um dos galpões onde funcionou a Kildare. Com uma bolsa tão larga, não é surpresa ver algumas lideranças de bairro “reajustando” suas tabelas à espera dos cururus.

Encrenca

O Coordenador da Ciretran Itabuna gosta mesmo de se envolver em encrencas. Além das denúncias de clonagem, foi chamado para explicar as blitzen realizadas em Aurelino Leal e Ubaitaba, por causa de um possível esqueminha.

Guincho de ouro

Os carros apreendidos na blitz foram levados pelo guincho de um tal de Renilson, cobrando R$ 600 por cada moto e R$ 800 por veículo. O Governo do Estado tem guincho e pátio licitados, com preços muito menores que o do “amigo”.

Boato besta

Não passou de factoide o boato, espalhado pelos cururus do PCdoB, sobre a dobradinha de Zé Nilton com Gerardo. A ida de Zé Nilton para o PTB foi apenas uma estratégia bem pensada para enfraquecer a união da oposição na cidade.

Até dar certo...

O deputado Davidson Magalhães não consegue aparecer bem nas pesquisas que pipocam. Inteligente como ele só, o comunista está apostando em lançar a candidatura toda semana. Nesta semana lançou de novo e já virou piada.

Clube dos 12

A aprovação da concessão da água de Itabuna é carta marcada, com resultado certo. 12 bravos defensores do povo já estão listados. O vereador Zé Silva resolveu incluir seu nome na lista dos que votam a favor, foi recusado. Tava lotado.

Barrado

“Já temos doze e basta onze,” avisaram a ele. Zé Silva ainda sonha com essa teta suculenta em sua boca. Não quer ficar de fora, mas parece ser tarde. Tanto que soltou uma “nota” metendo o pau na concessão, que fica chamando de venda.

|


Mais colunas:

Cláudio Humberto, politica
Hélio Castro Neves, velocidade
Daniel Thame, esportes
Marcel Leal, opinião
Diogo Caldas, coluna social
Juliana Soledade, cronicas
Tech, tecnologia e games
Malha Fina, notas ácidas

 
compre fazenda
Anuncie aqui: anuncio@aregiao.com.br

 

Copyright©1996-2014 A Região Editora Ltda, Praça Manoel Leal (adami), 34, 45600-023, Itabuna, BA, Brasil | Reprodução permitida desde que sem mudanças e citada a fonte.