malha fina
30.Agosto.2014



lidice
Mui amiga
      No debate na Band Bahia, a senadora Lídice da Mata lembrou aquela máxima de que “ex-esposa” é um perigo para os políticos. Ela atacou mais Rui Costa, candidato do partido que foi seu aliado a vida toda, do que Paulo Peroba.

“Cumplídice”
      Lídice disse que Wagner “é o inimigo número um do funcionalismo público”. Talvez ela tenha esquecido que foi aliada da gestão de Wagner por 7 anos. Ou seja, se Wagner é inimigo do servidor, ela foi cúmplice por 7 anos, caladinha.

Matemática
      Paulo Peroba preferiu soltar alucinações como dizer que os homicídios na Bahia “são um holocausto”. Independente dele saber o que é “holocausto”, Peroba parece ruim de matemática, ao comparar 37 mil com 8 milhões de mortos.

Uma afronta
      Pior do que sua matemática (por sinal, em seu governo morreram mais), Peroba causou constrangimento a muita gente ao tratar um tema sensível como o holocausto dos judeus de forma tão leviana. É por que Wagner é judeu?


Migração
      O último levantamento IBGE diz que muita gente deixou Ilhéus nos últimos anos, enquanto a população de Itabuna crescia. Vai ver que o pessoal foi conhecer a escada rolante, se encantou e acabou ficando em Itabuna de uma vez...

Olha o rabo
      A presidente da APPI Ilhéus, Enilda Mendonça, alertou para a evasão escolar, “que tem aumentado a cada ano”. Não será porque os professores vivem em greve e os alunos pagam o pato perdendo as férias por causa do egoismo deles?

Sem descanso
      Por 2 anos seguidos a greve dos professores, que já virou evento anual, tenha ou não negociação, paralisa as aulas por vários meses e resulta na obrigação de repor as aulas nas férias e sábados. O aluno acaba “ligando” um ano no outro.

Segredos
      top secret O misterioso relatório da auditoria feita na Emasa está, já faz tempo, na mesa do prefeito Claudevane Leite. O que ninguém consegue descobrir é por que, até hoje, ele permanece secreto e não foi enviado ao Ministério Público.

Beneficiado?
      Dizem que o vereador Zé Silva foi beneficiado com a promessa de não ser revelado o conteúdo da auditoria feita na Emasa no início do governo. O vereador Ailson Souza, outro com o nome enrolado na auditoria, está inconformado.

Quer igualdade
      Nesta semana, na sessão plenária de quarta, Ailson soltou o verbo contra a Emasa e sua diretoria. O vereador quer ser beneficiado igual o colega Zé Silva. É aguardar para ver se o governo um dia vai revelar o que a auditoria descobriu.

Fusca cheio
      Devido ao grande sucesso da campanha de deputado em Ibicaraí, o prefeito Lenildo já planeja alugar um Fusca para transportar seus apoiadores no dia da eleição. Vai bastar uma viagem, mas ele está otimista. "Até lá vão ser duas!"

Liberou geral
      Infestada de bandidos “di menor” que assaltam, matam, traficam e debocham da polícia, Itabuna ficou ainda mais perigosa com a proibição, do juiz Marcus Bandeira, de que a polícia prenda estes marginais. Isso ainda vai dar m...

Confissão
      Pelo jeito os vereadores de Ilhéus admitem que pediram R$ 50 mil de propina para aprovar as contas de Newton Lima. Se fosse mentira, já teriam processado o ex-prefeito pela denúncia falsa. Quem cala, consente e confessa.

Nada mudou
      O vereador Joílson Rosa continua mandando como primeiro ministro da Câmara de Itabuna. A companheira Albenice não publicou as exonerações dos comissionados que foram mandados embora, seguindo a orientação dele.

Sem dotação
      O resultado é que os demitidos estão revoltados com o primeiro ministro Joílson Rosa. Sem a publicação não foi feita nenhuma dotação para quitar as rescisões. O RH da Câmara continua comandando pelo vereador e sua companheira.

Fazendo água
      O candidato a deputado ficha suja Zé Nilton escolheu para coordenar sua campanha nati-morta os integrantes do G12 que atuavam na Emasa quando ele era prefeito: Renato, Genário, Josa e Barão. Receita certa para perder votos.

OCadela no cio
      Ainda assim os coordenadores espalham que Zé Nilton vai "explodir" de votos. O que vai mesmo "explodir" é a candidatura. Nos bairros, dizem que os pulinhos e abraços parecem “de uma cadela no cio, agarrando perna de visita”.

Um circo
      O que tem rolado de verdade nas caminhadas de Zé Nilton são os barracos promovidos pelas amantes. A loira e a morena, quando se encontram, basta uma olhar para a outra que é briga na certa. É cômico, para não dizer trágico.

Superagente
      superagente O agente de trânsito Anderson foi flagrado, sentado no gabinete, preenchendo multas de trânsito da Zona Azul, como se estivesse na rua. Os colegas do “superagente”, que dá expediente integral em Itabuna e Ilhéus, estão indignados.

Flagrado
      Na época em que a gente revelou que ele assinava multas sem sair de casa, Anderson se irritou, mas contra fotos não há argumentos. Sem falar que o levantamento da prefeitura de Ilhéus deve custar o emprego dele lá ou em Itabuna.

Extorsão
      O prefeito Vane precisa com urgência de um negociador político para lidar com os vereadores traíras. Estão cheios de cargos no executivo, mas dificultam a votação de projetos do governo para exigir mais benesses. É saco sem fundo.

Sem fôlego
      Tem candidato a deputado estadual e federal por Itabuna que perdeu o folego financeiro e não consegue buscar votos. São mais credores que eleitores. Um confessou que não sabe se poderá sair na rua no dia da eleição. Se chegar até lá.

Na delegacia
      O vereador Joílson Rosa foi visto na delegacia de crime ambiental. Dizem que foi depor sobre maus tratos e sumiço de animais quando era diretor da Zoonose. Rubens Patury foi junto. Não se sabe se como advogado ou espécie.

Inveja mata
      Boatos na secretaria da administração dizem que a secretária de governo, Cleide Souza, embarca para a lua de mel na Suíça, seguindo o exemplo da secretária patricinha Mariana Alcântara. Dizem os maldosos que inveja mata...

É bola fora
      É preocupante a insistência das indústrias moageiras de cacau em trazer cacau da África para a região, totalmente desprovida de barreiras sanitárias para lidar com uma epidemia de Ebola. As autoridades não se importam.

Gol contra
      Não é porque Jabes Ribeiro ignora o futsal que se pode jogar em suas costas a obrigação de dar transporte para a seleção de Ilhéus jogar em outra cidade. Jabes não dá a mínima para o esporte, mas também não é obrigado a bancar.



 
compre fazenda
Anuncie aqui: (73) 3043-8941


Copyright©1996-2014 A Região Editora Ltda, Praça Manoel Leal (adami), 34, 45600-023, Itabuna, BA, Brasil | Reprodução permitida desde que sem mudanças e citada a fonte.