Lula é denunciado em nova ação

O Ministério Público Federal, do Distrito Federal, denunciou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em mais uma ação, desta vez por corrupção passiva, no âmbito da Operação Zelotes.

Segundo o MPF, Lula editou uma medida provisória para favorecer empresas do setor automobilístico em troca de propina. A ação inclui, por corrupção passiva, o então chefe de gabinete de Lula, Gilberto Carvalho.

Os procuradores dizem que as empresas pagaram a propina a intermediários, que repassam o dinheiro para os comprados, com a promessa de R$ 6 milhões para Lula e Carvalho.

O dinheiro, segundo o MPF, seria usado nas campanhas eleitorais do PT. "Diante de tal promessa, os agentes públicos, infringindo dever funcional, favoreceram às montadoras de veículo MMC e Caoa", diz a denúncia.

Lula e Carvalho editaram, "em celeridade e procedimento atípicos, a Medida Provisória n° 471, em 23/11/2009, exatamente nos termos encomendados", diz um trecho da denúncia.

Também foram denunciados José Ricardo da Silva (ex-conselheiro da Receita Federal), Alexandre Paes dos Santos (lobista), Paulo Arantes Ferraz (empresário da MMC), Mauro Marcondes Machado (empresário).

Mais Carlos Alberto de Oliveira Andrade (empresário do Grupo Caoa). A medida provisória foi mostrada aos corruptores antes de ser editada e eles chegaram a sugerir alterações, diz o MPF.

17:15   |