Fasi volta atrás no corte da Saúde

A direção da Fundação de Atenção à Saúde de Itabuna (Fasi), mantenedora do Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, recuou na decisão de cortar dos funcionários o adicional de insalubridade. A diretoria prometeu o ressarcimento do adicional em folha suplementar.

Com isso, o Sindicato dos Servidores Municipais (SindServ) decidiu em assembleia suspender a greve marcada para segunda-feira, mas deixou a categoria em alerta. O sindicalista Levi Araújo disse ao Jornal das Sete, da rádio Morena FM 98, que a categoria estava disposta a parar.

A diretoria da Fasi também anunciou que vai contratar empresa credenciada pelo Ministério do Trabalho e Emprego para fazer um estudo sobre a concessão da insalubridade aos profissionais do Hospital de Base. Mas o SindServ quer indicar um perito para acompanhar o diagnóstico, segundo Levi.

O mesmo corte de insalubridade já atinge quem trabalha nas unidades básicas de saúde e professores do 4º ao 9º ano, que perderam adicional por atividade complementar. Um grupo de vereadores anunciou que pedirá ao prefeito que volte a pagar o AC.

Outras opções foram a apreciação do decreto pelo Plenário para sua revogação e a judicialização do pleito. O corte de 20% do salário-base, a partir de setembro, afetou 500 docentes, segundo o sindicato da categoria.

18:42   |