Maré causa destruição em Ilhéus

Os fortes ventos que chegaram à costa, aliados à maré alta por influência da lua, criaram condições para que as ondas avançassem até o limite das cabanas de praia, muros de empresas e residenciais à beira mar, nas zonas norte e sul do litoral ilheense.

Neste final de semana, mais uma barraca situada na Praia dos Milionários foi atingida devido a força da maré. A coordenação da Defesa Civil vem acompanhando os incidentes, notificando e monitorando os proprietários de cabanas.

O coordenador Joandre Neres diz que nos últimos dias as ondas atingiram o pico mais alto, chegando a 2 metros de altura. “Esses fatores são atribuídos às ações antrópicas, em decorrência das queimadas e desmatamentos", afirma.

"A condição está gerando uma ação de degelo das calotas polares, aumentando o nível do mar e atingindo os municípios litorâneos. Outro fator é a maré de sizígia, que são marés regidas pelas fases da lua, gerando marés com picos elevados”.

Ele explica que as praias do litoral sul de Ilhéus são dissipativas, ou seja, rasteiras com pistas de atuações curtas. “Os cabaneiros edificaram suas construções próximo à arrebentação das ondas de pico máximo. Estamos realizando estudos com as secretarias de Infraestrutura Transporte e Trânsito (Seintra), de Meio Ambiente (Sema), na intenção de viabilizar projetos de contenções nestas localidades”, pontuou.

18:00   |