Ministério libera verbas para Samu

O Ministério da Saúde liberou nesta terça R$ 33 milhões para ampliar e qualificar o Samu em 155 municípios. Os recursos anuais serão destinados a novos serviços habilitados, que ainda não recebiam custeio federal e serviços que já contam com verbas federais.

Com o dinheiro, será possível a compra de 148 ambulâncias, 8 motolâncias, 2 aeromédicos, uma ambulancha e 7 centrais de regulação. O anúncio foi feito em Brasília pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, que destacou que a habilitação de outros 85 serviços está em andamento.

“São serviços que estão sendo implantados pelos municípios e que também passarão a ter financiamento. Antes, os municípios tinham tudo pronto e não recebiam porque não havia disponibilidade orçamentária, ficaram anos sem dinheiro federal”.

Barros conta que muitos recursos estão sendo deslocados da economia de R$ 4 bilhões feita pelo ministério desde o início do governo Temer.

O Samu funciona 24 horas por dia para socorrer rapidamente pacientes que devem ser levados a unidades que prestam serviços de urgência e emergência. O acionamento do Samu é feito por uma central de regulação, por meio do número 192.

Na última semana, o governo federal entregou 225 novas ambulâncias para renovar a frota do Samu em todo o país; 340 veículos já haviam sido entregues no início do ano. A meta é renovar 57% da frota, entregando 2.249 ambulâncias até 2018.

18:00   |