Salvador tem Dia D contra o Aedes

Nesta quinta-feira a Prefeitura de Salvador promove o Dia D de combate ao Aedes aegypti em toda a cidade. A estratégia, que acontece em todo o país, faz parte das ações do projeto “Verão Sem Mosquito – 2017” e tem o objetivo de mobilizar a população.

Na capital, cerca de 2 mil profissionais estarão nas ruas fazendo um trabalho de contingência. Durante a ação, os agentes farão inspeções em escolas, unidades de saúde, hospitais, praças, terreiros de candomblés e terrenos que apresentam maior vulnerabilidade para infestação do mosquito.

Profissionais de saúde também prestarão orientações em pontos turísticos da capital, além de palestras educativas em diversas instituições de ensino.

A intermitência no fornecimento de água que acomete a capital nos últimos meses tem sido um dos fatores que dificultam o enfrentamento contra o vetor em algumas localidades. Apesar do trabalho da Secretaria Municipal de Saúde ter reduzido de 72 para 22 o número de bairros com alto risco de epidemia.

Os depósitos a nível de solo, como baldes e toneis, que são utilizados para o armazenamento de água, continuam sendo os principais locais onde são identificados focos do mosquito. “Naturalmente, quando não há um fornecimento regular de água nas residências as pessoas buscam se organizar".

"Fazem isso armazenando em recipientes que são prato cheio para proliferação do vetor se não estiverem devidamente tampados ou cobertos. Infelizmente esse tem sido um aspecto que tem dificultado numa redução ainda mais significativa do índice de infestação", diz a diretora de Vigilância, Geruza Morais.

0:38   |