Professores apelaram para o MPE

Depois de o Sindicato dos Servidores Municipais (Sindserv) protocolar denúncia contra a Prefeitura de Itabuna no Ministério Público do Trabalho por atraso no pagamento dos salários de dezembro, agora foi o sindicato dos professores que procurou o MP estadual.

Na representação, o Sindicato do Magistério Municipal Público de Itabuna (Simpi) reclama de atraso de salário para uma parte dos professores e erros no pagamento do 13º salário. Os denunciados são o prefeito Fernando Gomes e o município.

Cerca de 300 profissionais da educação, entre os quais professores, coordenadores, diretores e pessoal de apoio, estão sem previsão de receber os salários.

A presidente do Simpi, Carminha Oliveira, disse que um ponto que está intrigando não só os professores, como os demais servidores públicos, é o fato de o prefeito alegar falta de recursos para pagamento de salários, mas promover carnaval antecipado.

"Isto demandará alto custo. Não somos contra o entretenimento, mas deixar de pagar os servidores e promover festa é algo, no mínimo, irresponsável”, disse a dirigente sindical.

Pela manhã, um novo protesto contra a atual gestão aconteceu no Centro Administrativo Firmino Alves. Ainda não há definição quanto à quitação de salários de dezembro.

22:30   |