PRECAUÇÕES COM A PELE
DISTÚRBIOS HORMONAIS
INFECÇÕES VAGINAIS
INFECÇÕES URINÁRIAS
INFLAMAÇÃO PÉLVICA
ENDOMETRIOSE
MIOMA
OVÁRIOS POLICÍSTICOS

VISITA AO GINECOLOGISTA
ROTINA DE EXAMES
CUIDADOS COM O ÚTERO
ATENÇÃO AOS SEIOS
PRECAUÇÕES COM A PELE
prevenção
tipos câncer de pele

OS TIPOS DE CÂNCER DE PELE

Sua principal característica é o crescimento desordenado de células anormais da pele, em formato elevado ou de nódulo, mancha, pinta, sinal ou ferida que não cicatriza e é acompanhada por coceira ou sangramento. Os três tipos principais e mais comuns são os chamados:

  • Carcinoma Basocelular;
  • Carcinoma Espinocelular; e
  • Melanoma Malígno.
Os três tipos de tumores correspondem a níveis diferentes de gravidade.
TIPOS DE TUMOR CANCERÍGENO
CARACTERÍSTICAS
CARCINOMA BASOCELULAR
É o tipo mais freqüente. Representa 70% a 80% de todos os tumores de pele. Em geral se manifesta na face, como um nódulo, de cor avermelhada. Pode ocorrer, entretanto, em qualquer lugar do corpo. Tem crescimento lento, progressivo e pode invadir os tecidos e estruturas adjacentes mas não evolui para metástase (não dissemina para os órgãos internos).
CARCINOMA ESPINOCELULAR
É o segundo tipo mais comum. Se apresenta como uma ferida que não cicatriza. A tendência é sua disseminação para os gânglios linfáticos e daí para os órgãos internos.
MELANOMA MALÍGNO
É o câncer de pele mais grave e também mais fatal entre todos os tipos de câncer existentes. Evolui geralmente para metástase, atingindo qualquer parte do corpo (gânglios, cérebro, pulmões, fígado, ossos, tecido gorduroso, etc). A lesão inicial aparece na pele, como uma mancha ou nódulo, de cor geralmente marrom-escuro ou negra, embora possa ter outras cores. Também pode desenvolver-se da transformação de uma pinta prévia ou mesmo congênita, como as pintas de nascença, de cor escura. É perigosa e merece atenção, ainda, a pinta que sofre alteração na sua coloração (mudança de cor ou perda da cor original).
COMO RECONHECER A TRANSFORMAÇÃO DE UM "SINAL" EM MELANOMA
As pintas, ou "sinais" ou nevus, do latim, são lesões pigmentadas e benignas que geralmente aparecem na adolescência. Mas alguns nevus podem se transformar em melanoma. Perceber a sua diferença de uma lesão benigna os médicos usam a regra do ABCD descrita abaixo:
[A] De assimetria: uma metade da pinta diferente da outra
[B] De bordas irregulares: contornos mal definidos
[C] De cor variável: várias cores numa mesma lesão (preta, castanha, branca, vermelha, azulada)
[D] De diâmetro: maior que 6 mm (o mesmo de um lápis)
em caso de dúvida consulte um especialista que examine detalhadamente todo o seu corpo: dos pés à cabeça.