ADESIVO
NÃO HORMONAIS
COMPORTAMENTAIS

Contraceptivo hormonal transdérmico de uma semana de duração. É composto de três camadas: uma externa, de proteção, a adesiva que contém as substâncias hormonais etinilestradiol e norelgestromina e uma terceira camada interior, transparente, que deve ser retirada antes da colocação. Foi lançado nos Estados Unidos em maio de 2002 e no Brasil, em março de 2003.
COMO FUNCIONA
Ao liberar hormônios no organismo feminino o adesivo impede a ovulação e, conseqüentemente, a gravidez. Sua composição hormonal também altera o muco cervical - a secreção que se forma na entrada do útero - tornando-o mais espesso, o que dificulta a passagem dos espermatozóides. A dose de hormônios liberada é baixa, de 20mg/dia de etinilestradiol e 150mg/dia de norelgestromina, o que diminui a probabilidade de efeitos colaterais agressivos ao organismo.
EFICÁCIA
Usado corretamente, o adesivo protege a mulher do risco de gravidez com 99% de eficiência, segundo estudos clínicos que compararam o adesivo com a ação das pílulas anticoncepcionais de baixa dose. O fabricante testou mais de 70 mil adesivos em cerca de 3300 mulheres em vários países antes de entregar o produto ao mercado.
VANTAGENS DO MÉTODO
A forma de administração, transdérmica, permite que as substâncias hormonais entrem direto na circulação, sem passar pelo fígado primeiro, o que evita a intolerância gástrica e enjôos. A duração de uma semana reduz o risco do esquecimento do contraceptivo diário.
EFEITOS COLATERAIS
De acordo com os ensaios clínicos, o contraceptivo pode produzir em algumas mulheres dor de cabeça, inchaço dos seios, náusea, cólicas menstruais e dores abdominais, além de infecções nas vias respiratórias.
MODO DE USAR
Deve ser colocado no primeiro dia do ciclo menstrual. Se não for aplicado nesse dia, por esquecimento, deve ser acompanhado por algum método de barreira (camisinha, diafragma ou espermicida) na primeira semana de uso como garantia. Ele deve ser trocado sempre no mesmo dia da semana em que foi aplicado a primeira vez, nas três semanas de uso. Na quarta-semana deve ser feita a pausa. Neste período ocorre o sangramento.
ONDE USAR
Pode ser aplicado na parte exterior e superior dos braços, na parte inferior do abdômen, na parte superior das costas e nos glúteos.