FAZENDO SEXO COM PRAZER
FAZENDO SEXO COM PRAZER
o ciclo feminino e o desejo
distúrbio hormonais
a importância do toque
a fisiologia do ato sexual
os benefícios do prazer erótico

SEXO É UM APRENDIZADO A DOIS

Dra. Carmita AbdoO desencontro de emoções entre o casal, com a presença de sentimentos hostis como raiva, ansiedade, depressão ou medo, explica em geral a falta do diálogo, que compromete o prazer sexual. A maioria dos casos de falta de orgasmo sem causa física tem essa origem," observa a dra. Carmita. "É um problema de falta de diálogo, que dificulta o aprendizado sobre o desejo mútuo e o melhor caminho para obtê-lo."

Fazer sexo com prazer sem abrir o coração não é impossível, mas é mais difícil.
Entre os fatores psicológicos que inibem a relação sexual satisfatória estão a rejeição ao parceiro sexual, por sua falta de desenvoltura ou alguma razão emocional como sentimentos de hostilidade para com ele; aversão ao sexo por sentimentos de culpa sobre os próprios impulsos sexuais; inibição para assumir o papel erótico; temor da satisfação plena e perda de controle; medo de engravidar; e, por último, traumas psíquicos. Nada que uma psicoterapia não resolva.

Às vezes as causas tem origem psicológica profunda e é preciso fazer uma terapia individual mais longa, diz a dra. Carmita. A terapia sexual breve, de quatro a seis semanas, funciona nos casos emergenciais que tem origem, por exemplo, em problemas de auto-estima, de falta de comunicação, ou no desconhecimento sobre o próprio corpo. A mulher não consegue dizer como gosta de ser tocada, ou nem sabe. Ou o homem tem uma imagem negativa a respeito de si mesmo e de seus genitais, o que o leva a ter problemas de disfunção erétil.

Dra. Carmita Abdo é médica, professora de psiquiatria e coordenadora geral do ProSex, Projeto de Sexualidade do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo.