PERGUNTAS&RESPOSTAS MAIS FREQÜENTES
CONTRACEPÇÃO
INFECÇÕES VAGINAIS
DST
GRAVIDEZ E FERTILIDADE
MAMA
PROBLEMAS MAIS COMUNS
PROBLEMAS DE SAÚDE
SAÚDE VAGINAL
SEXUALIDADE

OVÁRIOS POLICÍSTICOS

PERGUNTA:O que é a Síndrome dos Ovários Policísticos, a SOP, como é conhecida?

Um distúrbio de origem endócrina, ao que tudo indica, associado com a produção de insulina em excesso pelo organismo. O aumento da quantidade dessa substância no sangue (a hiperinsulinemia) provocaria desequilíbrio no processo normal de ovulação, e em consequência, na produção hormonal. A formação de cistos durante o processo de ovulação faz parte do funcionamento dos ovários. Mas eles desaparecem a cada ciclo menstrual. Em portadoras da Síndrome de Ovários Policísticos (SOP), esses cistos permanecem e modificam a estrutura ovariana, tornando o órgão até três vezes mais largo do que o normal. A disfunção pode levar à secreção de hormônios masculinos (androgênios) em excesso. A portadora da síndrome ovula com menor freqüência e tem ciclos, em geral, irregulares. Calcula-se que a SOP afete 20% das mulheres durante o período reprodutivo. O conjunto de sinais e sintomas incluem alterações menstruais (ciclos longos e até ausência de menstruação), hirsutismo ( proliferação de pelos no rosto e no corpo), acne, obesidade, infertilidade, alterações hormonais, presença de microcistos nos ovários e hiperinsulinemia.

PERGUNTA:Qual a causa?

É um distúrbio hormonal de causa ainda não muito bem estabelecida, envolvendo alterações hormonais que levam ao aumento da produção de hormônios masculinos e produz alterações orgânicas como a resistência periférica à insulina.

PERGUNTA:Em um ultra-som de rotina foi verficado a existência de microcistos nos meus ovários. Eu menstruo normalmente e não tenho problema algum de saúde. Será que eu tenho SOP?

O fato de você ter apresentado microcistos nos ovários não é necessariamente indicador de SOP. O diagnóstico da síndrome não é baseado somente no exame de ultra-som.Cerca de 25% das mulheres normais apresentam microcistos ovarianos no exame de ultra-som.

PERGUNTA:Como é feito o diagnóstico de SOP?

É baseado principalmente em manifestações clínicas.O ultra-som pode revelar aumento de volume dos ovários e a presença de 10 ou mais folículos com menos de 10 milímetros de diâmetro -- os microcistos. Exames de dosagens hormonais também podem auxiliar o diagnóstico. É importante a dosagem de insulina e glicemia para verificar a resistência à insulina, alteração que costuma fazer parte do quadro clínico de 50 a 75 % dos caos.

PERGUNTA:Eu tenho SOP. Devo me tratar ou posso ficar sem menstruar?

Você deve procurar seu médico e iniciar um tratamento para que a menstruação retorne ao normal. As pacientes que tem SOP e resistência insulínica têm chance de 30% de desenvolver diabetes e 10 % de chance de ter hipertensão arterial. O tratamento é importante para prevenir a hiperplasia de endométrio ( aumento da espessura da camada que reveste o útero) e o risco de desenvolver um câncer endometrial.

PERGUNTA:Quais as medicações usadas no tratamento da SOP?

Normalmente, anticoncepcionais específicos, que atuam sobre os níveis dos hormônios masculinos, o volume dos ovários, melhoram a acne e o hirsutismo e protegem contra a hiperplasia endometrial.Também podem ser usadas medicações que diminuem a resistência a insulina . Para controlar o hirsutismo, drogas anti-androgênicas podem ser necessárias.


PERGUNTA:Além do tratamento medicamentoso, o que mais posso fazer?
O ideal é manter uma dieta equilibrada e praticar regularmente exercícios físicos para combater a obesidade, quando presente. Nos casos de hirsutismo, o tratamento cosmético com cremes que contém o crescimento dos pêlos pode ser recomendável, bem como a depilação definitiva.


PERGUNTA:Posso ter problemas para engravidar?

Sim. Mas existem medicações que induzem a ovulação e melhoram as chances de gravidez.

PERGUNTA:Boa tarde, sou portadora da síndrome dos ovários policísticos. Estou pretendendo engravidar e sei que um dos métodos de tratamento é a indução da ovulação. Gostaria de saber o seguinte: caso meu ginecologista indique este tratamento corro o risco de engravidar de gêmeos ou trigêmeos, ou existe algum tipo de controle neste caso?

A resposta é sim. O risco de gravidez múltipla com o método da indução é real e de difícil controle.

PERGUNTA:Quem tem ovários policísticos não tem possibilidade de engravidar?

Não é bem assim. Quem tem ovários policísticos não ovula regularmente, quer dizer, todos os meses, o que torna as chances de engravidar espontaneamente um pouco menores do que a das mulheres que ovulam regularmente todos os meses. Mas é possível engravidar sim.

PERGUNTA:Olá, meu nome é Gabriela. Tenho 22 anos e diagnóstico de SOP (Síndrome de Ovários Polícísticos), feito há 5 anos. Recentemente passei por uma cirurgia para a retirada de mais ou menos 50% do meu ovário esquerdo devido a um cisto que estava muito grande. Dois meses antes de fazer a cirurgia meu médico receitou uma injeção de anticoncepcional de três meses, o que fez com que o cisto diminuísse bastante, para quase metade do tamanho inicial. Mesmo assim fiz a cirurgia. Agora estou tentando engravidar e apareceram novoscistos ...Gostaria de saber se existe alguma forma de amenizar esse problema para que eu consiga engravidar.

Gabriela,
Se você está menstruando regularmente não se preocupe com pequenos cistos (microcistos). Eles não diminuem sua chance de engravidar.A menstruação regular é o melhor sinal de que está ovulando corretamente. Porém, se está menstruando irregularmente, a cada dois ou três meses, o ideal é que converse com seu médico sobre a necessidade de um tratamento de estímulo da ovulação para aumentar a chance de uma gravidez.

PERGUNTA:Estou com cistos nos ovários e tomando Diane 35 há dois meses. Minha taxa de hormônio masculino está baixa. Será que eu posso engravidar? O médico prescreveu-me o Diane por 3 meses depois que fiz um ultra-som que confirmou a presença dos cistos. Ele está correto? Por favor, me esclareçam, pois gostaria de engravidar um dia e já tenho 30 anos.

Seu médico está certo. Normalmente, o tratamento indicado neste caso é o uso de anticoncepcional. Se voltar a menstruar regularmente após o uso da medicação será um sinal de que não existem mais distúrbios hormonais que a impeçam de engravidar.

PERGUNTA:Tenho 20 anos e ovários policísticos. Tomo pílula para tratar o problema, porém ela está provocando enxaqueca, o que devo fazer?

Converse com seu médico sobre a possibilidade de usar medicação que contenha apenas progestogênio ao invés de anticoncepcional que combina estrogênio e progestogênio.Talvez a enxaqueca melhore. O único problema é que o progestogênio não é anticoncepcional e você terá de usar algum outro método para evitar uma possível gravidez.