Ano 2 - nº 23 
10 a 30 de novembro/00 
  
Diferentes estilos da Música Instrumental Brasileira

por Laura Campanér
borage@uol.com.br

Três diferentes estilos da música instrumental brasileira em CDs: um percussionista - Marco Suzano e dois saxofonistas - Milton Guedes e Zé Luis.
Os trabalhos mostram que a música instrumental brasileira continua firme a todo vapor apesar de ser uma corrente musical com apreciadores em menor número.

Marcos Suzano - "Flash" (Trama)

Suzano vem no estilo futurista, mesclando o som acústico de seu pandeiro a inusitados sons eletrônicos que fazem "climas". Ele conta com os sopros - sax, trumpete e flugelhorn - de sua banda para as interferências melódicas e pequenos temas e improvisações que vão surgindo durante suas bases rítmicas. O CD vai além de uma referência para novos percussionistas. É uma trilha sonora para divagação de imagens, viagens auditivas e tantas outras. Ele cria uma vertente da música instrumental brasileira, ampliando o conceito da música instrumental com solistas.

Milton Guedes - "Cinema" (Abril)

Bastante ao contrário de Milton Guedes, que faz de seu sopro um suporte para famosos temas de filmes. O CD abre com o tema de Ghost - "Unchained Melody (Hy Zaret/Alex North), apresentado no assovio vigoroso de Milton e segue as faixas com solos de sax alto, soprano e tenor. Milton ainda toca flauta, harmônica e faz vocais.

Músicas de filmes como Batman Forever - "Kiss from a Rose "(Seal) e do filme O Guarda-costas - "I Will Always love you" (Dolly Parton) dão o tom romântico do CD. Outras como "Have You Ever Really Loved a Woman" (Michael Kamen/Bryan Adams/Robert J. Lange) do filme Don Juan DeMarco, "Calyng You"( Bob Telson), do filme Bagdad Café. Ou seja, temas consagrados em trilhas de cinema fazem do CD uma agradável audição, sem compromisso.

Zé Luis - "Guarani Banana" (Trama)

Zé Luis mostra suas composições para sax solo num estilo bem "brazuca". O CD é recheado de referências de ritmos brasileiros, como a bossa nova, o maracatu e o baião, mas também traz influências exteriores, na balada 6/8, no rock balada, o jazz, a canção e o merenge. Destaque para o maracatu "Na Bahia de Meu Pai" (Zé Luis), uma das mais belas do CD. Gravado nos Estados Unidos e dirigido ao público americano, traz no encarte uma apresentação assinada por Caetano Veloso, que recorda o tempo em que o saxofonista fez parte de sua banda. É música para músicos.

Fale com Zé Luis
worldbop@aol.com
http://www.zeluis.com

CAPA BORAGE