Ano 3 - nº 26 
10 a 31 de Janeiro/01 
  

" Toque junto" - informação, aprendizado e diversão!

por Laura Campanér
borage@uol.com.br

Muito bem bolado o projeto destes três músicos cariocas, o guitarrista João Castilho, o baixista André Rodrigues e o baterista Renato Massa.

Juntos - e ao mesmo tempo separados - eles estão lançando o álbum "Toque Junto", pela Lumiar Editora.

"Toque Junto" é um excelente material didático para quem quer se aperfeiçoar como instrumentista. Os livros, acompanhados de um CD, são para aqueles músicos que querem tocar seu instrumento junto com uma gravação.

Editados em volumes individuais, cada qual enfocando um dos instrumentos (guitarra, baixo e bateria), eles tem em comum as mesmas músicas, quase todas de autoria do guitarrista João Castilho. Trazem partituras com temas musicais de ritmos brasileiros e estrangeiros. Bem, não propriamente estrangeiros porque alguns deles, como o funk, o rock e o reggae, já estão tão incorporados à música brasileira, que nem soam mais como vindos "de fora". E ainda tem o baião, o samba e a bossa.

Apesar do projeto ter sido realizado em comum para os três músicos, funcionam independentes um do outro. Aliás, o trabalho é tão bonito que pode muito bem ser ouvido como um disco de música instrumental, independente de ser um método para instrumento.

Toque Junto - Guitarra
João Castilho

(jcastilho@terra.com.br)

Com partituras convencionais e tablaturas, o livro é sintético nas instruções de como tocar, porém traz informações suficientes para o instrumentista não se perder, nem ficar "boiando". Logo na introdução João dá suas dicas sobre os enfoques: melodia, improvisação e acompanhamento, vistos de uma maneira particular, mas com conceitos bastante abrangentes.

Na seqüência, a cada música, o guitarrista vai "entregando o ouro" em pequenas dicas e informações de como executar o tema gravado, tanto no uso dos instrumentos, de pedais de efeito, quanto da técnica de mão direita e palheta, com toques para cada item (melodia, acompanhamento e improvisação).

João Castilho, guitarrista de com sólida formação com incursões no jazz e MPB, já atuou como músico em diversos trabalhos com os artistas Nana Caymmi, Ed Motta, Sandra de Sá, Gabriel o Pensador, entre outros e participou como violonista, ao lado de Robertinho do Recife e João Lyra, na gravação do show de Roberto Carlos para a Rede Globo.

Toque Junto - Baixo
André Rodrigues

(adrigues@hotmail.com)

O livro do baixista André Rodrigues é simples e direto. Composto de partituras com os temas escritos na clave de sol (com a cifragem correspondente), possue um anexo com grades contendo as células rítmicas e melódicas que ele usa em seu instrumento, a linha do bundo, as escalas usadas e algumas frases mais específicas de cada tema.

O texto de instruções, bastante descontraído, é uma conversa com o leitor. André também dá dicas sobre quais instrumentos usou na gravação das músicas.

André Rodrigues é baixista da banda de Lulu Santos e já atuou na banda de diversos artistas entre eles, MPB-4, Quarteto em Cy, Marina Lima, Gilberto Gil, Paulo Ricardo, Gabriel o Pensador, Sandra de Sá, Fernanda Abreu e Ed Motta.

Seus estudos de formação foram com os baixistas Sandrino Santoro (baixo acústico), Arthur Maia (baixo elétrico) e Yuri Popoff.

Toque Junto - Bateria
Renato Massa

Renato Massa preferiu apresentar seu livro como se fosse um workshop. Ele dá algumas sugestões para quem quer seguir o método de maneira aleatória, apenas escolhendo um dos temas. O livro começa com pequenas grades de células rítmicas e com observações bem detalhadas para cada um dos temas.

Renato não se prende a conceitos técnicos do estudo da bateria e sim dá prioridade à sonoridade. Comentando cada estilo musical num sentido mais amplo, ele fala sobre a história e origem dos ritmos gravados, sobre interpretação e dá toques de andamentos e características específicas de cada gênero musical.

O baterista Renato Massa é atualmente integrante da banda de Ed Motta e já acompanhou em shows diversos artistas, entre eles, Fagner, Elba Ramalho, Zé Ramalho, Claudio Zoli, Cássia Eller e Sandra de Sá.

CAPA BORAGE