Ano 4 - nº 36 
11 a 31 de março/02 
  
"Caderno de Composição" do pianista Mozar Terra

por Laura Campanér
borage@uol.com.br

Compor e tocar, ao que parece, são atividades intrínsecas para o mineiro Mozar Terra. Esta é a sensação que temos quando mergulhamos em seu universo sonoro.

Ele usa a execução precisa de seu piano, para mostrar ao público um "Caderno de Composição", seu recente trabalho em CD, ao lado de músicos que, como ele mesmo diz, são excelentes profissionais, como o baterista Tutty Moreno, o flautista e saxofonista Teco Cardoso e o contrabaixista Rodolfo Stroeter, entre outros convidados.

A presença de Mozar Terra no cenário da música vem de muito tempo, atuando principalmente na França, onde viveu por dez anos, na Dinamarca e nos Estados Unidos, realizando Workshops, concertos e acompanhando artistas como Caetano Veloso, Joyce e Lúcio Alves, em suas performances.

No entanto, apesar de uma extensa carreira, o "Caderno de Composição" é seu primeiro disco autoral, mostrando a influência que tem da bossa, do jazz, do choro e também de ritmos nordestinos.

A diversidade da música de Mozar, compondo e arranjando temas para diversos instrumentos de sopro, percorre todo o disco e se sintetiza no maracatu "Mirante", música modal de tema forte e bem estruturado, que conta com a participação da flautista Léa Freire.

Porém a beleza maior de sua obra está contida nas peças para piano solo, nas músicas "Entre o Céu e a Serra" e "E o Palhaço Chorou", dois choros de toque suave e sincopado, e o tema "Ícaro", única parceria do disco, ao lado de Antenor Bogea, onde Mozar consegue tocar fundo o ouvinte, numa delicada valsa-brasileira.

Tarefa difícil a do compositor, de se expor, de trazer à luz seu mais íntimo sentimento, que Mozar compartilha com todos, numa prazerosa audição e porque não dizer "leitura" de seu caderno de composições.

Fale com Mozar Terra:
mozarterra@hotmail.com

Serviço:
Caderno de Composição
Mozar Terra
Selo Maritaca / Núcleo Contemporâneo (distribuição)
www.nucleo.art.br

CAPA BORAGE