Ano 4 - nº 39 
16 de agosto a 6 de setembro/02 
  
Dominguinhos "Chegando de Mansinho"

por Bel Carrilho Martins
borage@uol.com.br

Dominguinhos chega de mansinho, mas é pura festa, que pode durar o ano inteiro. Seu mais novo CD "Chegando de Mansinho", é um verdadeiro limpa-banco, expressão (muito usada no interior, para comentar a eficiência do sanfoneiro).

O compositor e cantor pernambucano Dominguinhos, em "Chegando de Mansinho" começa com "Puxa-puxa, Rala Coco", onde a sanfona convida para o arrasta-pé. Mas o sanfoneiro é generoso. Além de arrasta-pé, toca muito xote brejeiro para dançar juntinho. No disco do mais importante sanfoneiro do Brasil tem também forró, como "Forró do Sapateiro", com uma letra alegre e bem humorada, ao estilo de Luiz Gonzaga.

O mais tradicional representante da música nordestina, juntamente com sua sanfona, registra nas 14 músicas do disco sua voz inconfundível, sem modismo. Como na música "Chegando de Mansinho", em parceira com Anastácia, uma toada no estilo de " De Volta pro Aconchego".

Além do repertório repleto de marcha, frevo, forró e xote, em "Chegando de Mansinho", podemos ouvir a toada sertaneja "O Cheiro Puro deste Chão", de Dominguinhos e Wally Bianchi, e o xote "Lisbela", de Caetano Veloso e José Almino.

O disco termina com o forró instrumental "Zé Pequeno, Você é Grande" com a participação do sanfoneiro Waldonys. Depois é só voltar ao começo.

CD "Chegando de Mansinho"
Dominguinhos
Velas
www.gravadoracaravelas.com.br

CAPA BORAGE