Receba o boletim Borage

NOME

E-MAIL

líricas
Brincando com a palavra
Laura Campanér
laura.campaner@bol.com.br

A poesia é uma das artes mais cotidianas e, no entanto, continua a ser ignorada pela maioria das pessoas. A poesia está em todos os lugares, na literatura, na música, nos filmes e quase não é percebida. Muitas vezes, quando as pessoas se deparam com a poesia, ficam surpresas e se perguntam: ah! É isso que é poesia? Não sabia. Mas eu adoro poesia!

Mais difícil ainda é conhecer e apreciar a poesia dirigida ao público infantil.

Sabendo disso, vamos destacar nessa editoria alguns livros de poesia dedicada às crianças, de autores consagrados da literatura brasileira.

“Poemas para Brincar” de José Paulo Paes

O poeta e escritor José Paulo Paes, nascido em 1926 e falecido em 1998, reúne em seu livro “Poemas Para Brincar” (relançado em 2008 pela editora Ática), poemas que falam da curiosidade infantil, com destaque para seu inusitado “dicionário’, onde descreve para cada palavra, uma situação engraçada, como por exemplo: “girafa” – bicho que, quando tem dor de garganta, é um Deus-nos-acuda” (...) “Queixo” – parte do corpo que depois de um soco vira queixa”. O livro também chama a atenção pelas ilustrações de Luiz Maia, vencedor do prêmio Jabuti de melhor livro e melhor ilustração de livro infantil de 1991.

“Lili Inventa o Mundo” de Mário Quintana

Grandes poetas brasileiros também se dedicaram a escrever versos para crianças. O gaúcho Mário Quintana, teve alguns desses poemas editados dentro do conjunto de sua obra. São versos esparsos, escritos ao longo de sua literatura e que foram reunidos por sua sobrinha Elena Quintana no livro “Lili Inventa o Mundo”, para edição especial da editora Global em homenagem ao seu centenário de nascimento, em 2006. A personagem Lili, uma menina muito esperta e filosófica, conta suas aventuras que mesclam fantasia e realidade. A poesia de Mário Quintana é repleta de ironia e humor. Ilustrações de Suppa.

“Só Seu” de Mário Quintana

O humor é o grande destaque do livro “Só Seu”, também de Mário Quintan, como o poema “Apontamentos para Elegia”, onde o poeta diz: “o meu Anjo da Guarda é dentuça, tem uma asa mais baixa que a outra”. Composto de uma reunião de poemas escolhidos por Elena Quintana, sobrinha do poeta, o livro conta com ilustrações de Orlando, com um design limpo e cheio espaços em branco, para desenhos de aquarela e giz de cera. Lançamento Global Editora (2008).

“Lili, a Rainha das Escolhas” de Elisa Lucinda

O livro “Lili, a Rainha das Escolhas” foi escrito especialmente para crianças e faz parte da coleção Amigo Oculto, da editora Record. Lançado em 2007, com ilustração de Graça Lima, o livro discorre sobre Lili, que personifica a Liberdade. Elisa Lucinda trabalha com a expectativa do leitor, que vai aos poucos descobrindo quem é Lili, sentindo que a Liberdade está dentro dele mesmo.


Três livros básicos da poesia infantil:

Três consagrados poetas da literatura brasileiras se dedicaram a escrever para crianças:



Cecília Meireles, com seu livro “Ou Isto, Ou Aquilo”, um dos mais belos e importantes livros de poesia para crianças, cativa pela sensibilidade dos temas e ilustrações em desenhos a mão, como gravuras, feitas por Beatriz Berman. Editora Nova Fronteira.

“A Arca de Noé”, de Vinícius de Moraes, que também foi transformado em disco na década de 70, reúne a poesia descontraída e inspirada do poeta. Escrito diretamente para o público infantil, o livro tem preciosidades como “A Casa” (era uma casa muito engraçada, não tinha teto, não tinha nada...) e “O Pato Pateta” (o pato pateta pintou o caneco...), entre outros. Ilustrações de Ana Lúcia Cardoso. Editora Círculo do livro.










De Manuel Bandeira, o livro “Berimbau e Outros Poemas”, com temas escolhidos em coletânea de sua obra geral, mostra o poeta menino, com suas aventuras. Destaque para os famosos poemas: “Irene no Céu”, “D. Janaína”, “Rondó do Capitão” e “Boca de Forno”. Ilustrações de Marie Louise Nery. Editora Nova Fronteira.