Cabelo de criança

César Renckel tira suas dúvidas sobre cabelos infantis

Quais os cortes mais indicados para meninas e meninos de cabelos lisos?
Criança tem que parecer criança. Cortes repicados e desfiados devem ser evitados, porque deixam a menina ou menino parecendo adulto. Para as garotas, as melhores opções são os curtos, médios e longos de base reta. O curtinho clássico sempre cai bem nos garotos. Em ambos os casos, a franja precisa ser curta, para não cair sobre os olhos e atrapalhar a visão.

E para quem tem cabelos crespos?
Cortes irregulares não combinam com cabelos crespos. Assim como as franjas, que podem ficar muito volumosas, ainda mais no caso de fios rebeldes. Para as meninas, o comprimento ideal é o que permite prender a cabeleira sempre que necessário. Já os curtíssimos são uma ótima opção para os garotos.

Quais os penteados mais adequados para as meninas na escola?
Penteados presos são os mais práticos para ir à escola. Rabos-de-cavalo, trancinhas e maria-chiquinhas deixam qualquer menina superfofa. Quem quiser um estilo diferente pode optar pelo coque, feito a partir de uma trança. Basta dividir os cabelos, trançar e prender em um único coque, logo acima da nuca, ou fazer dois coquinhos laterais, na altura das orelhas.

Que tipo de presilhas e elásticos são indicados para os cabelos infantis?
Os prendedores ideais são os específicos para crianças. Nos rabos-de-cavalo e nos coques, deve-se usar elásticos forrados ou presilhas, porque não fazem tanta pressão sobre a cabeça. Tic-tacs, piranhas e tererês coloridos mantêm os fios em ordem e ainda tornam o visual mais alegre e divertido.

Crianças também precisam de hidratações freqüentes? Quais as fórmulas de xampus e condicionadores recomendadas para elas?
Cabelo de criança é tão jovem quanto ela. Por isso, não precisa de muitos tratamentos. Basta usar xampus e condicionadores infantis, específicos para cada tipo de fio. As fórmulas infantis contêm substâncias que nutrem os cabelos, sem agredi-los. Não custa lembrar que meninos e meninas não devem fazer alisamento, coloração ou defrisagem.

E se a criança pegar piolho, o que fazer?
A melhor arma é a prevenção. Periodicamente, os pais devem examinar os cabelos dos filhos, procurando lêndeas e piolhos. Eles têm que ser eliminados antes que se reproduzam descontroladamente. O primeiro passo é pedir ao pediatra que indique uma fórmula adequada, para não colocar em risco a saúde da criança. Se o contágio foi no colégio, é necessário avisar à professora. Os responsáveis têm que tentar descobrir o foco para acabar com os piolhos em toda a escola. Caso contrário, pode ocorrer a reinfestação.

César Renckel

publicidade
publicidade