Cabelo de novela

O hairstylist Sergio G., do W Iguatemi, em São Paulo, já criou visuais que fizeram sucesso nas novelas. Aqui ele explica como é o processo de caracterização de personagens

LEANDRO FONSECA
COM APENAS 29 ANOS, o paulista Sergio G. já contabiliza 14 de profissão. Começou bem cedo por influência de seu padrinho, que era barbeiro. Antes, Sergio trabalhava em uma padaria e tinha uma banda. Porém, renunciou a uma série de coisas para seguir o ofício de cabeleireiro. No início, recebeu muitas críticas devido à carreira que tinha escolhido. Mas com persistência e muito esforço, conseguiu provar seu talento e conquistar muitas vitórias. “O segredo é fazer o que gostamos, e o sucesso, com certeza, vem como conseqüência”, comenta. Hoje, integra a equipe W Iguatemi, um dos salões mais badalados da capital paulista, participa da produção de desfiles de moda, faz editoriais para revistas e realiza cursos e palestras em todo o Brasil. Além disso, cada vez mais é convidado para o trabalho de caracterização de personagens em novelas. É sobre isso que ele fala nesta entrevista.

Como você começou a fazer caracterização?
Atuo há 7 anos com o Wanderley Nunes, que já faz esse trabalho há muito tempo. Um dia ele me pediu para acompanhá-lo em uma produção no Projac e eu vi como era o processo. Daí em diante, comecei, aos poucos, a atuar na área também. O fato de estar em um salão famoso, por onde circulam celebridades, facilitou.

Como é o processo de caracterização dos personagens para novelas?
A criação dos personagens é pensada com muito cuidado e vai do figurino ao cabelo. Para conceber este último, contamos com fotos de referências e uma seleção dos cortes e penteados já usados pelo ator ou atriz. A caracterização também leva em conta o perfil do personagem. Para isso, é importante saber como ele vai se comportar e que roupas e acessórios vai usar. É necessário considerar ainda a classe social, pois o visual tem de estar de acordo com a realidade do personagem. A idéia não é apenas criar um look voltado para a beleza e a moda. É preciso que a imagem esteja atrelada ao personagem, deve parecer real de acordo com o contexto.

Você pode citar alguns dos projetos dos quais participou?
Criei visuais para várias produções da Rede Globo. Entre elas, os seriados Malhação e Sandy&Junior, e a novela Páginas da Vida. Nesta última, fui o responsável pelo chanel de Natália do Valle, pelo desconectado de Leandra Leal e pelo corte médio de Regina Duarte. Mais recentemente, elaborei looks para atrizes de Duas Caras. Fiz o alongamento que a Marjorie Estiano usou na primeira fase da história, o aplique que encorpa o curtinho de Débora Falabella e a franja da Alinne Moraes. Também concebi o cabelo de Renata Dominguez para a novela Amor e intrigas, da Record.

Viviane Sato

publicidade
publicidade